Smartphones, tablets, monitores, TVs, câmeras e até máquinas de lavar roupas. Parece não haver limites para a gama de segmentos abraçados pela Samsung. Não se atendo apenas a produtos voltados para o consumidor final, ela também é uma das gigantes no setor de componentes. Maior do mundo quando o assunto são módulos de memória, a sul-coreana anunciou que deve cortar em 30% a produção do item para se focar apenas na fabricação de RAMs para aparelhos mobile. O motivo? Pedidos cada vez maiores da peça pela Apple.

Até então, os principais fornecedores do hardware para os iPhones eram a SK Hinyx e a Micron. Porém, aparentemente, as duas não conseguiram atender a demanda da companhia capitaneada por Tim Cook e podem ter sido substituídas sem muita cerimônia pela principal concorrente da Empresa da Maçã em relação a smartphones e tablets. A expectativa é de que essa decisão acabe impactando profundamente em todo esse mercado de memórias, principalmente pela tática agressiva da Samsung com preços.

O corte na produção dos módulos tradicionais, por exemplo, poderia resultar em uma inflação nos seus valores, ao mesmo tempo que, para garantir o contrato com a Apple, a sul-coreana possa diminuir o montante unitário pedido pelas peças mobile. Esse seria um mais do que bem-vindo respiro para Hinyx e Micron, que apesar de terem relações cortadas com a produção dos próximos iPhones, teriam a chance de ser muito mais competitivas no setor de desktops – já que a Samsung praticava preços “impossíveis” no segmento.

De concreto sabe-se apenas que a empresa informou os distribuidores que a partir deste mês os valores pagos por sua RAM não devem descer mais, fechando o trimestre com US$ 20,5 – cerca de R$ 71,1 –, o que realmente pode fazer com que o preço suba para o consumidor. De qualquer modo, isso deixa claro o empenho da companhia na fabricação em massa tanto dos módulos de 8GB LPDDR4 de DRAM mobile como nos itens feitos sob medida para os vindouros iPhone 6s e iPhone 6s Plus, que, segundo rumores, devem ostentar 2 GB de memória.

Xii! Será que a produção de RAM da Samsung para Apple vai aumentar o preço dos módulos para desktop? Comente no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: