A NVIDIA anunciou em setembro deste ano que estava processando a Samsung e a Qualcomm pelo uso indevido de tecnologias patenteadas de GPUs (saiba mais aqui). Mas a gigante sul-coreana não parece ter sido intimidada pela fabricante de chips. Acontece que, desta vez, a Samsung afirma que suas patentes foram utilizadas de forma ilegal pela NVIDIA para o desenvolvimento de alguns de seus componentes.

Além deste novo processo, o pedido de bloqueio às importações de processadores Tegra K1 e de GPUs da linha GeForce foi feito pela "Sammy" à Comissão Internacional de Comércio (ITC) dos EUA. Não se sabe exatamente quais dispositivos seriam afetados pelo possível cancelamento das vendas – placas de vídeo como Biostar e EVGA e periféricos dedicados a jogos (Ouya e Wikipad), por exemplo, são alguns dos aparelhos que poderiam ser afetados pelo possível veto de importações.

Quem pode vetar importações?

O processo movido pela Samsung foi iniciado neste mês – seis de suas patentes teriam sido violadas pela NVIDIA. A ação judicial está em tramitação e deverá ser avaliada em breve pela ITC. Mas, afinal, quem tem o poder de vetar a venda de determinados produtos nos EUA? A Comissão Internacional de Comércio pode fazer recomendações ao presidente estadunidense. Barack Obama, assim, deverá “bater o martelo” e determinar ou não o cancelamento à importação dos produtos da NVIDIA.

Cupons de desconto TecMundo: