Depois que as explosões dos Galaxy Note 7 levaram a Samsung a interromper definitivamente a produção e venda do aparelho – e a fazer dois recalls do produto –, a fabricante está agora cogitando um acordo com sua principal rival compatriota, a LG, para as baterias do S8. A informação teria sido revelada por executivos não nomeados de dentro da própria Samsung durante conversas com a imprensa coreana.

“Estamos estudando diversos fornecedores, incluindo a LG Chem”, disse o representante da Samsung ao ser questionado sobre os planos para a bateria do Galaxy S8. A busca por diversificação pode se dever ao fato de que tanto as baterias originais do Note 7, feitas pela própria fabricante do celular, quanto as dos modelos pós-primeiro recall, produzidas pela chinesa ATL, não impediram o smartphone de pegar fogo.

O acordo sobre as baterias ainda não foi firmado, mas não seria a primeira colaboração entre as rivais

Segundo as fontes, um acordo formal entre a Samsung e a LG ainda não foi firmado, o que significa que a possibilidade de cooperação pode nunca ser concretizada. As duas companhias competem ferrenhamente em uma série de mercados dentro e fora da Coreia do Sul, indo de smartphones e TVs a eletrodomésticos em geral. Ainda assim, isso não impediu a fabricante dos Galaxys de utilizar módulos de câmera da rival em alguns de seus aparelhos.

O mistério continua

A Samsung ainda não conseguiu determinar com certeza exatamente o que está causando as explosões do Note 7. Inicialmente, a empresa determinou que a culpa era da bateria original, mas o fato do defeito persistir mesmo depois da troca da empresa fornecedora deixa a situação incerta. Sejam eles da LG ou não, será necessário testar exaustivamente todos os componentes do S8 antes de seu lançamento para evitar a repetição do fiasco – e danos irreparáveis à marca.

Cupons de desconto TecMundo: