Ontem, como uma retaliação pelas mortes de homens negros, um atirador abriu fogo contra policiais que acompanhavam o protesto Black Lives Matter, em Dallas, nos EUA. Até o momento, são cinco policiais mortos e seis feridos. Para conter a ação do suspeito, a polícia utilizou um robô-bomba — foi a primeira vez que um robô foi utilizado intencionalmente para matar um ser humano. 

A morte injustificada de homens negros tem aparecido na mídia com frequência nas últimas semanas. Enquanto no Brasil os casos ainda não fazem muito barulho, as mídias sociais estão ajudando a jogar luz sobre algumas tragédias que aconteceram nos EUA. Recentemente, Alton Sterling, de 37 anos, foi assassinado em uma ação policial em Lousiana. Na quarta, uma mulher transmitiu ao vivo no Facebook o próprio namorado, Philando Castile, de 32 anos, ser executado por um guarda em Minnesota — o casal ainda estava com a filha de 4 anos dentro do carro, que assistiu a toda a cena. No total, as autoridades norte-americanas já mataram 561 homens negros em 2016.

O prefeito de Dallas comentou que o suspeito morreu após a polícia explodi-lo

Durante uma conferência, o chefe de polícia de Dallas, David Brown, comentou que foi necessário utilizar um robô-bomba após as negociações com o atirador falharem: "Não vimos outra opção além de usar nosso robô-bomba e plantar um dispositivo para detonar no local que o suspeito estava. As outras opções iriam expor nossos oficiais a um perigo maior. O suspeito está morto como resultado da detonação da bomba".

Mais detalhes sobre o robô-bomba não foram entregues, porém se acredita que a máquina utilizada seja a mesma que costuma ativar pequenos explosivos para detonar bombas maiores de maneira segura. Além disso, ela é comandada via controle remoto. Anteriormente, o prefeito de Dallas comentou que o suspeito havia morrido após a polícia "explodi-lo".

O sniper

O atirador suspeito é Micah Xavier Johnson. Micah serviu o exército norte-americano e morava em Mesquite, no Texas. Ele ainda chegou a ser enviado ao Afeganistão pelo exército em novembro de 2013, retornando aos EUA em julho de 2014.

Micah Xavier Johnson

De acordo com o The Verge, essa foi a primeira vez que um robô terrestre foi utilizado intencionalmente para matar um ser humano fora de um campo de batalha — drones (VANTs) utilizados para jogar bombas foram descartados da equação.

Cupons de desconto TecMundo: