Seja usando Facebook e Twitter ou WeChat e Weibo, parece ser universal o interesse das mulheres em compartilhar postagens em redes sociais. A terceira edição do Kantar Social Media Impact Report, estudo inédito da Kantar sobre o uso de mídias sociais, mostra que, em países como Brasil, China, Estados Unidos, Reino Unido e França, as mulheres costumam usar mais as mídias sociais do que os homens.

"Fica muito claro que as mulheres gostam de conversar e compartilhar ideias, e as mídias sociais oferecem uma plataforma que propicia esse tipo de interação", explica Li Yan, gerente do departamento de mídia e comportamento de consumo na CTR, marca que é parte da Kantar. "Usar as mídias sociais para exibir anúncios pontuais pode ser uma boa ideia para marcas que tenham as mulheres como principal público-alvo", sugere ela.

Dentre esses cinco países, o Brasil é um dos mais ativos nas redes sociais. Os dados mostram que 58% dos brasileiros declararam ter acessado redes sociais no último mês, número maior do que o encontrado na China (56%). Os norte-americanos aparecem no topo do ranking, com 62% deles confirmando ter usado mídias sociais nas últimas 4 semanas. Completando o top 5, aparecem a França (50%) e o Reino Unido (36%).

O Kantar Social Media Impact Report também destaca que, apesar do aumento de 17 pontos percentuais na penetração das redes sociais na China, que hoje alcança 51% da população urbana do país, cresce a preocupação com os efeitos negativos que o uso de mídias sociais pode trazer. A redução da leitura de livros impressos, a falta de privacidade e a diminuição da qualidade do sono e da acuidade visual foram algumas das principais preocupações relatadas pelos chineses, ainda que a grande maioria (61%) ainda veja as redes sociais com bons olhos, entendendo que elas ajudam a relaxar, tornam suas vidas mais convenientes e expandem seu círculo social.

Via assessoria

Cupons de desconto TecMundo: