No lugar de “Curtir”, o botão “Amém”. Ao invés de notificações e banners de publicidade, um player com uma seleção de músicas gospel. É esse o visual da mais nova rede social brasileira dedicada a religiosos, o FaceGlória. Já com cerca de 50 mil usuários, o endereço é um misto entre Facebook e Twitter: em fase Beta, o site admite a publicação de fotos, de linhas de texto, buscas por amigos e chat.

Lançado de modo providencial neste mês em função da Marcha para Jesus, que juntou 340 mil fieis na última quarta-feira (04), em São Paulo, e pegando carona também junto da contundente propaganda do O Boticário, o FaceGlória tem o objetivo de atrair quem se mostra descontente com o gigante Facebook. “A gente acredita que, em cinco anos, vai acontecer com o Facebook o que houve com o Orkut”, opina Átilla Barros, uma das fundadoras da rede social.

A aparência do site é de fato chapado, limpo. E o futuro é auspicioso: em breve, o serviço online de chat vai admitir o envio de fotos, áudio e também de vídeos. Se o suporte a determinadas funções ainda é um audacioso projeto, o veto a conteúdos já deve funcionar: nada de postar material pornográfico, fotos que mostrem cigarros ou bebidas alcoólicas ou violência.

A sexualidade é também uma “cláusula pétrea” do site: imagens que mostrem beijos entre casais homoafetivos são expressamente proibidas. Fotos de biquíni e de mães amamentando seus filhos, porém, podem ser postadas. "A praia e a natureza são feitas por Deus", justifica Átilla.

Namoro? “Pode e deve”

Quem compartilha da mesma filosofia de vida e quer encontrar a alma gêmea terá acesso a um serviço de nome “Namoro Evangélico”. Segundo Átilla, o namoro “pode e deve” acontecer na rede. A ferramenta de interação entre eventuais parceiros está ainda sendo desenvolvida; versões para Android, iOS e para Windows serão também liberadas dentro dos próximos meses pelos desenvolvedores.

Bruna Karla, cantora gospel, veste literalmente a camisa da rede social.

Idealizado por jovens de várias igrejas, o FaceGlória já recebeu o investimento de R$ 40 mil. Cantores populares do mundo gospel contribuem para a publicidade do site. Líderes evangélicos políticos e pastores são ainda outros dos que vestem a camisa do serviço. Quem deseja colocar o endereço à prova pode clicar aqui – e prepare-se: por estar em fase Beta, erros podem causar certa frustração a quem está habituado com o Facebook

Cupons de desconto TecMundo: