Se você acompanha as notícias do TecMundo há algum tempo, já deve ter lido sobre ladrões e outros tipos de infratores que acabaram presos por se exibirem na internet — o caso de um britânico e um smartphone roubado é um exemplo, clique aqui para conferi-lo. Acontece que mais um caso desse gênero está sendo divulgado.

Nesta última quarta-feira (4), as autoridades de Los Angeles afirmaram que prenderam uma grande gangue que andava roubando diferentes tipos de objetos pelo país. O mais curioso é que esse grupo de ladrões só acabou identificado pelo fato de que eles postaram fotografias no Facebook e no Instagram com os materiais tirados de outras pessoas, como relógios e dinheiro vivo.

Como se essa atitude exibicionista já não fosse um tanto quanto estúpida, ela também foi essencial para o trabalho da polícia, pois a gangue conseguiu deixar os locais em que cometeram os crimes livres de impressões digitais e até mesmo de amostras de DNA. Com isso, as investigações acabaram sendo bem truncadas.

Gente mais perigosa do que parece...

Ainda segundo as informações divulgadas, o grupo também utilizava as redes sociais para marcarem os seus alvos — o exemplo citado foi o de indianos que moram nos Estados Unidos, com atuação que abrangia os estados de Nevada e Califórnia. Essa preferência se dava por conta do acúmulo de ouro feito por essas famílias para datas festivas, tanto que estima-se que eles tenham chegado a roubar US$ 2 milhões (cerca de R$ 4,6 milhões).

Ao todo foram presas cinco pessoas (quatro homens e uma mulher), com idades que variam dos 22 até os 57 anos, sendo que a polícia não publicou os perfis usados por essas pessoas no Facebook ou Instagram. As autoridades norte-americanas alegam ainda que há mais quatro suspeitos soltos e que esse grupo também atuou em casos de assassinato, extorsão e tiroteios.

Cupons de desconto TecMundo: