Houve um tempo em que a tecnologia era destinada a jovens com óculos “fundo de garrafa” e camisas por dentro das calças. Nesse período, a maioria esmagadora das pessoas que tinham acesso a computadores era composta por homens e isso se manteve dessa forma por muitos anos. Demorou para que a informática deixasse de ser algo restrito — algo que excluía pessoas que não fossem “de exatas” e também com menor poder aquisitivo.

Outro grupo que ficou de fora durante esse tempo foi o das mulheres. Como a informática era muito mais presente em cursos de engenharia, computação e outras áreas afins — nichos que são, historicamente, dominados por homens —, essa “segregação” acabou sendo facilitada. E atualmente, como anda esse cenário? A resposta é bem mais igualitária do que se pensa.

As mulheres, hoje, são muito mais presentes do que os homens em diversas áreas da informática. E, se utilizarmos as redes sociais como um termômetro para isso, chegamos à conclusão de que elas estão dominando rapidamente mais um dos segmentos que era caracterizado pela presença masculina: a internet. Você já tinha imaginado que os homens perderiam esse espaço?

A maioria das mulheres internautas acessa redes sociais

O instituto Pew Research realizou uma pesquisa entre dezembro de 2009 e dezembro de 2012 para chegar a conclusões bem interessantes acerca do número de pessoas que acessam redes sociais com frequência. Levando em consideração apenas aquelas com acesso regular à internet, os especialistas chegaram a marcas bem interessantes: 74% das mulheres e 70% dos homens têm perfis em serviços deste tipo, nos Estados Unidos — no Brasil, o número chega aos 90%.

Pinterest: domínio feminino (Fonte da imagem: Reprodução/Pinterest)

E a pesquisa também revelou quais redes sociais chamam mais a atenção dos internautas. O Facebook, como já era de esperar, ficou na liderança da pesquisa (72% das mulheres e 62% dos homens internautas acessam o serviço). Logo em seguida, vemos o Pinterest, que chama a atenção de 25% delas (contra 5% deles), e o Twitter (que reúne 17% das usuárias norte-americanas).

O Instagram também foi bem citado nas pesquisas e apareceu com 16% de aprovação das mulheres. Tumblr surge com 6% e o Reddit com apenas 4%. É válido dizer que, segundo o Pew Research, as mulheres já mostram mais aprovação às redes sociais desde março de 2008 — sempre apresentando um percentual maior do que o referente aos homens.

Redes sociais: um território feminino?

Quando pensamos quantitativamente, vários estudos mostram que as mulheres estão cada dia mais presentes nas redes sociais e isso já representa maior acesso do que o dos homens. Se compararmos apenas o número de pessoas cadastradas em alguns serviços, podemos ver isso com bastante facilidade — utilizaremos dois dos mais influentes da atualidade como base: Facebook e Twitter.

(Fonte da imagem: iStock)

Em relação à quantidade total de perfis no Facebook, por exemplo, há 58% de mulheres e 42% de homens — sendo que elas ainda representam 62% dos compartilhamentos da rede de Mark Zuckerberg. Outro serviço em que há mais mulheres do que homens é o Twitter. Com até 140 caracteres por postagem, a rede social vê 62% de seus usuários representando a classe feminina — são cerca de 40 milhões de perfis a mais do que o número de homens.

Esses dados foram baseados em pesquisas do Internet Service Providers dos Estados Unidos, mas a realidade brasileira não diverge muito desses resultados — com algumas variações nas porcentagens, é claro. Quer uma prova disso? Em 2012, uma pesquisa da Revista Galileu mostrou que 58,7% dos brasileiros cadastrados em redes sociais eram mulheres.

Onde os homens dominam?

Ainda há três redes sociais em que os homens realmente possuem mais atividade do que as mulheres — e, nestes casos, voltamos a utilizar dados quantitativos. Estamos falando sobre Google+, LinkedIn e YouTube (com 62%, 54% e 54% de acessos masculinos, respectivamente). No caso do servidor de vídeos, há também mais alguns detalhes que comprovam o domínio masculino.

Há relatos de que 25% dos homens acessam o YouTube diariamente, enquanto apenas 17% das mulheres fazem o mesmo. E em relação ao período médio gasto nos vídeos do serviço, eles representam cerca de 60 minutos mensais, enquanto elas usam apenas 35 minutos por mês para isso. Outra rede social relevante em que os homens são maioria é o Reddit, que possui 74% de usuários do gênero masculino.

.....

Como ficou claro, as mulheres estão realmente presentes no mundo das redes sociais e são responsáveis por boa parte da interação nelas. Você já imaginava resultados como os mostrados aqui neste infográfico? Em que outras áreas da tecnologia elas também estão ganhando cada vez mais destaque?