Empresa teve DNS sequestrado. (Fonte da imagem: Divulgação/LinkedIn)

O LinkedIn continua trabalhando para resolver um problema de DNS pelo qual a rede social para profissionais passou entre ontem e hoje. Segundo a empresa, o endereço web do site estava redirecionando boa parte dos usuários para um site de vendas sem SSL.

Em sua conta no Twitter, os administradores da rede admitiram o problema, explicando que estavam se recuperando da falha e continuariam a trabalhar para acabar com o problema por completo.

Ainda assim, Bryan Berg, cofundador da empresa, explicou que o problema não era apenas um acidente. “LinkedIn acabou de ter seu DNS sequestrado e, durante a última hora mais ou menos, todo o tráfego tem sido redirecionado para um rede hospedada pela ‘Confluence-networks.com’. E eles não possuem segurança SSL. Então se você tentar acessar o site, poderá ter vários problemas com cookies”, explicou.

Com esse problema, o site sequestrador de DNS pode ter capturado ainda vários cookies dos usuários, que podem ter informações para acesso do LinkedIn, além ainda de outros sites do gênero. Ainda assim, não há informações sobre ocorrências desse tipo.

Cupons de desconto TecMundo: