(Fonte da imagem: Reprodução/Thinkstock)
A agência de pesquisas Hello Research realizou um levantamento estatístico quanto ao uso das redes sociais (Facebook, Twitter, LinkedIn, MSN, Google Plus, Tumblr, Myspace e YouTube) pelos brasileiros. Para isso, foram entrevistadas 1300 pessoas em 70 cidades do país entre setembro e outubro deste ano.

Segundo a reportagem do G1, futebol, religião, política, trabalho, novela, autoajuda, humor e sexo são os assuntos mais compartilhados e procurados pelos brasileiros nas redes sociais. Além disso, o Facebook está em primeiro lugar no quesito “acessos”, com 84% dos participantes — algo em torno de 55 milhões de pessoas.

A pesquisa ainda dividiu os membros das redes sociais em quatro perfis: “arroz de festa”, “os do contra”, “hooligans” e “as maricotas”.

O significado de cada classificação

Segundo a agência Hello Research, as pessoas que não perdem uma discussão, dos mais variados assuntos, são os chamados “arroz de festa”. Eles representam 30% dos pesquisados. Já aqueles que acessam com menos frequência, só gostam do que publicam e não perdem uma oportunidade de falar mal dos posts alheios são classificados como “os do contra” e representam 27%.

Os “hooligans” seriam os fãs de futebol. Eles contam com 22% de participação nas redes sociais, sendo que a maioria são homens com idade entre 16 e 30 anos das classes B e C. A frequência de acesso desse tipo de grupo é classificada como moderada.

Por fim, estão “as maricotas”: 90% mulheres (a maioria da classe C) que possuem como preferências os assuntos humor, autoajuda e novelas. As representantes desse perfil possuem idade entre 25 e 35 anos.

Orkut e MSN

E mesmo com o crescente aumento de membros no Facebook, ao contrário do que muitos podem pensar o Orkut ainda tem um número significativo de acessos: mais da metade dos pesquisados entram na comunidade, especialmente das classes sociais D e E.

Além disso, segundo a pesquisa, o comunicador instantâneo Windows Live Messenger (MSN — que será integrado ao Skype) ainda é utilizado por 60% das pessoas.

Cupons de desconto TecMundo: