Meta expande rótulo de 'Pago por' em anúncios sobre temas sociais

1 min de leitura
Imagem de: Meta expande rótulo de 'Pago por' em anúncios sobre temas sociais
Imagem: Unsplash

Nesta quinta-feira (19), a Meta anunciou a expansão das políticas de transparência em anúncios pagos sobre temas sociais no Brasil. Assim, os anunciantes de conteúdos sociais receberão um rótulo para indicar que o anúncio foi pago para ser promovido — o intuito é oferecer mais transparência aos usuários das redes sociais da empresa.

A partir do final de junho, os anunciantes do tema devem passar por um processo de autorização para realizar a publicação de conteúdos com o rótulo. A mudança acontecerá nos anúncios promovidos no Facebook e Instagram.

De acordo com a companhia, os anúncios sobre temas sociais ou políticos veiculados sem o rótulo poderão ser removidos das redes sociais e arquivados na Biblioteca de Anúncios do Facebook.

ssss  Unsplash 

Os anúncios continuam disponíveis na Biblioteca de Anúncios para consulta durante 7 anos

Meta e temas sociais

“A Meta considera anúncios sobre temas sociais as peças que buscam influenciar a opinião pública por meio de discussões, debates ou argumentos a favor ou contra temas de interesse comum como Direitos Civis e Sociais, Imigração, Valores Políticos e Governança, Crime, Economia, Segurança e Política Externa, Política Ambiental, Armas, Saúde e Educação”, foi publicado em comunicado.

Em 2018, o processo de autorização de anúncios sobre política e eleições era facultativo e, em 2020, passou a ser obrigatório — desde então, anúncios sobre o tema devem usar o rótulo de "Pago por" ou "Propaganda Eleitoral". Agora, temas sociais também fazem parte da obrigatoriedade.

O objetivo da Meta é promover um ambiente mais seguro para os futuros debates relacionados aos temas sociais. Os anunciantes podem descobrir mais sobre como conseguir a autorização no site oficial da Meta.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.