TikTok começa a notificar usuários sobre vídeos com desinformação

1 min de leitura
Imagem de: TikTok começa a notificar usuários sobre vídeos com desinformação
Imagem: Shutterstock/Reprodução
Avatar do autor

No combate a desinformação, o TikTok irá notificar os usuários que compartilharem vídeos com informações questionáveis. Agora, o aplicativo mostrará um aviso de que o conteúdo pode apresentar dados não verificados pela plataforma.

Com o novo recurso, o TikTok quer incentivar as pessoas a refletirem antes de publicar conteúdos com informações incorretas. Segundo a rede social, os primeiros testes reduziram em 24% o compartilhamento de vídeos com desinformação.

Imagem do aviso que os usuários visualizaram caso publiquem conteúdos de desinformação.Imagem do aviso que os usuários visualizaram caso publiquem conteúdos de desinformação.Fonte:  TikTok/Divulgação 

Mesmo com a notificação, o usuário pode realizar a publicação normalmente. Contudo, a distribuição será reduzida. Além disso, uma mensagem sinalizando que o conteúdo pode trazer informações não verificadas será exibido para outros usuários.

O aviso também será exibido para os usuários que compartilharem um vídeo sinalizado anteriormente como informação questionável. A pessoa também pode optar por publicar o conteúdo, mas ele não aparecerá na timeline dos seus seguidores.

Diferente das outras redes sociais, o TikTok adota uma postura mais rígida em relação à desinformação. Hoje, a plataforma trabalha em parceria com organizações terceirizadas de checagem de fatos, além de remover imediatamente todos os conteúdos impróprios.

Em julho de 2020, o TikTok removeu 29 mil vídeos com falsas informações sobre covid-19.Em julho de 2020, o TikTok removeu 29 mil vídeos com falsas informações sobre covid-19.Fonte:  inews/Reprodução 

Luta contra desinformação

Nos últimos anos, diversas redes sociais se mobilizaram para combater a desinformação. Por exemplo, o Twitter encoraja os usuários a abrirem o link e lerem o conteúdo antes de compartilhá-lo com os seguidores.

Atualmente, o Facebook exibe um aviso antes da pessoa publicar informações sobre covid-19 ou artigos que possam estar desatualizados. O Instagram também exibe uma mensagem com link para o Ministério da Saúde em Stories sobre o coronavírus.

Contudo, os verificadores de fatos ainda estão suscetíveis a erros. Um exemplo recente foram as publicações com fake news que engajaram a invasão do Capitólio nos EUA. Fato que forçou as redes sociais a tomarem decisões tardiamente.