Facebook lança programa de monetização para criadores no Brasil

1 min de leitura
Imagem de: Facebook lança programa de monetização para criadores no Brasil
Imagem: Visualhunt
Avatar do autor

O Facebook anunciou nesta segunda-feira (29) a expansão do seu programa de assinaturas de fãs para mais países, oferecendo aos streamers de jogos e demais criadores de conteúdos a possibilidade de gerar receita. Brasil, Austrália, México, Canadá e Tailândia passam a contar com a novidade.

A ferramenta, lançada em 2018, estava disponível somente para um pequeno grupo de criadores dos Estados Unidos e do Reino Unido. Eles podem cobrar uma taxa mensal dos fãs de US$ 4,99 (o equivalente a R$ 27,25, pela cotação do dia), referente à disponibilização de conteúdos exclusivos — os assinantes recebem um selo de fã.

Para fazer parte do programa, o criador deve atender a alguns critérios de elegibilidade. Entre eles, há a exigência de ter pelo menos 10 mil seguidores ou 50 mil engajamentos de postagem, além de outros requisitos. Também é necessário seguir as políticas de monetização para parceiros do Facebook.

As ferramentas estarão disponíveis em breve no Brasil.As ferramentas estarão disponíveis em breve no Brasil.Fonte:  Facebook/Divulgação 

Os streamers interessados em ganhar dinheiro com as assinaturas de fãs poderão se inscrever por meio da página do programa, desde que cumpram os requisitos. É importante saber que a rede social fica com até 30% do valor da assinatura mensal, descontando apenas dos assinantes obtidos a partir de 1º de janeiro deste ano.

Outras formas de ganhar dinheiro

Além do programa de assinaturas, outra ferramenta de monetização que será lançada no Brasil e outros países é o Facebook Stars. Trata-se de uma moeda virtual utilizada para dar dicas aos seus criadores favoritos.

Usadas para monetizar vídeos ao vivo e criar uma base de fãs leais, as estrelas do Facebook permitem que os compradores apareçam em destaque nos comentários das transmissões, interagindo com os streamers.

A rede social também vai permitir a inclusão de anúncios gráficos em vídeos curtos e anúncios em vídeos ao vivo, além de atualizar a ferramenta Creator Studio, que ajuda a gerenciar a presença dos streamers na plataforma.

Facebook lança programa de monetização para criadores no Brasil