Discurso de ódio: Facebook derruba chatbot do primeiro-ministro de Israel

1 min de leitura
Imagem de: Discurso de ódio: Facebook derruba chatbot do primeiro-ministro de Israel
Avatar do autor

A página do Facebook do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, teve seu chatbot tirado do ar após publicar uma mensagem considerada pela rede social como discurso de ódio. O país está em período de eleições, e a mensagem alertava o povo israelense para votar contra “um perigoso governo de esquerda”, povoado de políticos árabes, “que querem destruir todos nós – mulheres, crianças e homens – e permitir que um Irã nuclear nos destrua”.

O chatbot é uma tecnologia que posta mensagens automaticamente, por meio de inteligência artificial e aprendizado de máquina. Mas, neste caso, Netanyahu disse, em entrevista para uma emissora de rádio, que o culpado teria sido um funcionário que apoia seu partido, e que a mensagem foi removida assim que ele soube de sua publicação.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. (Fonte: Ronen Zvulun/Reuters/Reprodução)

Logo após o incidente, o Facebook derrubou o chatbot vinculado à página por 24 horas. A página em si continuou ativa e funcional. A rede social proíbe toda e qualquer mensagem que incite ou promova o ódio, e avisou que, em caso de novas violações, novas medidas serão prontamente tomadas.

Netanyahu ainda disse que não publicaria esse tipo de conteúdo, muito menos para negar mais tarde. “Eu sou uma pessoa séria”, disse ele. O político está em campanha pelo partido de direita Likud.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Discurso de ódio: Facebook derruba chatbot do primeiro-ministro de Israel