Facebook ajudará a mapear o mundo com inteligência artificial

1 min de leitura
Imagem de: Facebook ajudará a mapear o mundo com inteligência artificial
Avatar do autor

O Facebook acaba de divulgar o lançamento de um conjunto de ferramentas baseadas em inteligência artificial (IA) que auxiliará em um mapeamento em nível global. As ferramentas foram denominadas "Map With AI" e serão disponibilizadas para a comunidade voluntária do OpenStreetMap (OSM), para que os usuários contribuam com a criação de mapas ao redor do mundo.

O desenvolvimento dessas ferramentas pelo Facebook ocorreu durante os últimos 2 anos. O conjunto Map With AI inclui ferramentas de edição de mapas e uma interface, o RapiD — que permite a detecção de ruas e estradas —, além da revisão e ajustes necessários por especialistas. Por meio dessas ferramentas, a comunidade será capaz de, voluntariamente, ajudar em um mapeamento rápido e eficaz.

Para a criação dos mapas, o Facebook desenvolveu um modelo de rede neural que reconhece estradas em imagens de satélite públicas, disponibilizadas pela americana Maxar. O modelo trabalha com detecção automática em alta resolução através do RapiD, permitindo a localização de estradas não pavimentadas , distinção de corpos d’água e detecção de pedestres, por exemplo.

Assim, as ferramentas de IA presentes no conjunto Map With AI irão identificar as possíveis estradas, disponibilizando-as para os voluntários da plataforma da comunidade OSM. O RapiD permite que os voluntários cliquem em qualquer estrada destacada pelo modelo, editando-as ou adicionando novos caminhos.

Facebook Maps (Fonte: Visual Hunt/Reprodução)
Facebook Maps (Fonte: Visual Hunt/Reprodução)

Os objetivos do sistema

Com esse lançamento, a rede social espera que a tecnologia AI facilite a adição de áreas ainda não mapeadas pelos voluntários do OSM. Com a disponibilização da ferramenta Map With AI, usuários de qualquer lugar do mundo poderão utilizá-la para identificar áreas remotas, regiões rurais e, especialmente, áreas com desafios como falta de energia e econômica e politicamente instáveis.

O preenchimento de hiatos no mapeamento global, além de auxiliar nos serviços do Facebook como Localização e Marketplace, poderá ajudar na prontidão de respostas a desastres e calamidades naturais e no planejamento e economia das comunidades. As ferramentas do modelo já foram testadas no registro de dados de cerca de 400 mil quilômetros de estradas não mapeadas na Tailândia, em um projeto concluído em menos de 2 anos.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Facebook ajudará a mapear o mundo com inteligência artificial