Mulher é bloqueada no Twitter, Gmail e YouTube por ter nome de cantora pop

2 min de leitura
Imagem de: Mulher é bloqueada no Twitter, Gmail e YouTube por ter nome de cantora pop
Avatar do autor

Uma artista freelancer teve sua vida online dizimada na última semana por causa de um único motivo: se chamar Meghan Trainor. Sem receber aviso prévio, a mulher de 45 anos teve sua conta do Google e YouTube suspensas por "fingir ser outra pessoa". Após o ocorrido, ela foi reclamar no Twitter na sexta-feira, 1, mas também teve sua conta na rede social bloqueada pelo mesmo motivo.

O martírio de Meghan Trainor acontece porque a artista freelancer compartilha o mesmo nome da cantora que ficou conhecida pela música All About That Bass, lançada em 2014. Segundo explica o Gizmodo, os serviços entenderam que se tratava de uma conta utilizada para golpes online, o que acabou gerando o bloqueio nas plataformas.

Imagem: Reprodução/Instagram

Tanto o YouTube quanto o Twitter começaram a ser cada vez mais rígidos em relação aos casos de personificação após hackers utilizarem bots com o nome de pessoas famosas para fazer roubos na internet. Um dos casos mais famosos envolvia o magnata da tecnologia Elon Musk. No Twitter, contas falsas com foto e nome de perfil do empresário da Tesla ofereciam criptomoedas gratuitas para quem enviasse uma quantia para o cadastro.

Nem todo mundo é bot

Antes de ser bloqueada no Twitter, Meghan Trainor reclamou do descaso dos serviços online na hora de fazer a checagem de sua identidade, já que ela atua fazendo trabalhos com tecnologia e possui um site com décadas de conteúdo original, segundo descreveu na rede social.

Em entrevista ao Gizmodo, a Trainor original revelou que até já trocou uma ideia com a popstar de 25 anos. Quando estava no começo de sua carreira musical, a cantora tentou comprar o domínio "meghantrainor.com", mas não conseguiu. "Lá é onde está todo o meu trabalho", disse a artista de 45 anos.

Meghan Trainor e Meghan Trainor. Imagem: Reprodução/meghantrainor.com/VEVO

Após uma mobilização online e a divulgação do caso, tanto o Twitter quanto o Google voltaram atrás e liberaram as contas de Meghan Trainor. O YouTube inclusive lançou um comunicado explicando o acontecido: "Com o grande volume de vídeos no nosso site, de vez em quando nós cometemos erros". Para a artista freelancer, a resolução rápida do caso foi uma bênção, visto que ela mantém contato com os clientes via internet.

Mesmo com a situação resolvida, ainda é difícil garantir que as coisas vão melhorar para quem possui o nome de alguma celebridade. Após a divulgação do caso de Meghan Trainor, uma desenvolvedora chamada Megan Fox revelou que até hoje não teve sua conta autenticada no Twitter por ter o mesmo nome que a famosa atriz de Hollywood.

Será que um dia as plataformas online tomarão alguma atitude para resolver situações como essas? Deixe sua opinião nos comentários!

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Mulher é bloqueada no Twitter, Gmail e YouTube por ter nome de cantora pop