Em depoimento para deputados federais norte-americanos, o CEO do Twitter Jack Dorsey afirmou que a plataforma chega a impedir o login diário de cerca de 500 mil bots. Além disso, a rede social tem sistemas que verificam em torno de 8 milhões a 10 milhões de contas suspeitas de serem bots e que podem fazer a disseminação de informações falsas ou spam automaticamente.

Para solucionar o problema de excessivos bots, o sistema do Twitter está aprendendo a reconhecer o comportamento dessas contas para desativá-las com precisão

Dorsey está depondo na câmara dos deputados dos Estados Unidos para explicar que o Twitter não é impulsionado por nenhum tipo de ideologia política e que a plataforma não censura posicionamentos rotulados como de direita ou esquerda. Ele afirmou que os problemas com bots são complicados, mas que estão sendo resolvidos pela equipe do Twitter.

Para solucionar o problema de excessivos bots, o sistema do Twitter está aprendendo a reconhecer o comportamento dessas contas para desativá-las com precisão. Dorsey afirmou em seu depoimento que o Twitter agora já consegue identificar três vezes mais contas suspeitas do que há um ano, indicando que as ações para barrar perfis automáticos e possivelmente danosos têm melhorado a cada dia.