Uma das discussões mais complexas e que ainda está longe de ter um desfecho aceitável para a maioria das pessoas é o embate entre liberdade de expressão e a punição a quem propaga discursos de ódio. Por mais que seja um pouco difícil, em certos casos, saber onde termina uma coisa e começa outra, certos casos bastante explícitos de manifestações racistas, machistas, homofóbicas ou discriminatórias no geral permanecem irritantemente impunes.

Para tentar dar um basta nessas coisas, o Tumblr vai realizar alterações em suas políticas a partir do próximo dia 10 de setembro. A ideia é ser mais específico em suas regras e facilitar o banimento de usuários que propaguem discursos de ódio, glorifiquem violência e divulguem pornografia de vingança.

“É responsabilidade de todos nós criar um ambiente seguro, construtivo e empoderador”, diz um comunicado do Tumblr em seu blog. “Nossas diretrizes de comunidade precisam refletir a realidade da internet e das mídias sociais hoje”.

Regras mais claras?

A internet está sendo explorada por grupos de ódio para organizar, recrutar e radicalizar com uma eficiência absurda

Ainda assim, como alguns discursos negativos não necessariamente apelam para o ódio e a violência, mas mesmo assim são danosos, a plataforma pede que usemos argumentos para desarmar essas falas, o que gera, obviamente, dúvidas sobre o que pode ou não pode. Seja como for, os usuários podem relatar discursos de ódio diretamente no aplicativo por meio do ícone do avião de papel pequeno, no canto inferior direito de uma postagem.

“A internet está sendo explorada por grupos de ódio para organizar, recrutar e radicalizar com uma eficiência absurda”, diz o comunicado do Tumblr na explicação sobre o motivo por estar atualizando a diretriz de discurso de ódio, provavelmente se referindo a grupos de extrema direita e outros agrupamentos radicais online. As diretrizes também serão usadas para remover conteúdo islamofóbico, antissemita e anti-LGBTQ+.