Após uma queixa oficial por parte do Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano dos Estados Unidos, o Facebook decidiu remover cerca de 5 mil opções que podiam ser usadas para excluir grupos de diversos tipos, especialmente minoritários, de sua plataforma de publicidade na rede social. A reclamação não é novidade: a rede social já foi acusada de discriminação e suas propagandas, que podiam excluir quem se identificava, por exemplo, como “islâmico” ou “nativo americano”.

Após uma série de denúncias, a reclamação do Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano que pode virar uma ação judicial federal fez com que a plataforma finalmente tomasse a atitude prometida de retirar as opções discriminatórias. As categorias usadas para restringir certos anúncios eram adquiridas de acordo com a atividade dos usuários na rede social.

Estamos comprometidos em proteger as pessoas da publicidade discriminatória em nossas plataformas

“Estamos comprometidos em proteger as pessoas da publicidade discriminatória em nossas plataformas. É por isso que estamos removendo mais de 5 mil opções de segmentação para ajudar a evitar seu uso indevido”, diz a postagem no blog do Facebook. “Embora essas opções tenham sido usadas de maneira legítima para alcançar pessoas interessadas em determinado produto ou serviço, acreditamos que minimizar o risco de abuso é mais importante. Isso inclui limitar a capacidade dos anunciantes em excluir públicos relacionados a atributos como etnia ou religião”.

Segmentar é discriminar

Agora, o Facebook vai exigir de todos os anunciantes norte-americanos que revisem e aceitem a política não discriminatória da empresa, mas negou que a ação tomada agora tenha acontecido devido à queixa por parte do Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano.

Uma das grandes vantagens em anunciar no Facebook é o acesso a um público de 2,2 bilhões de usuários e a possibilidade de divisão e separação desse público com precisão, para que seja possível alcançar exatamente o público-alvo desejado. Porém, oferecer uma segmentação tão precisa para seus clientes de publicidade deixou o Facebook exposto a várias formas de manipulação, exigindo a limpeza que agora está sendo realizada como reação.

Cupons de desconto TecMundo: