O Facebook ainda nem se recuperou do escândalo envolvendo o uso de dados de usuários pela Cambridge Analytica e já pode ter outra bomba em suas mãos. Nesta sexta-feira (20), a rede social suspendeu a empresa de análise Crimson Hexagon da sua rede para investigar se eles descumpriram alguma das regras de uso e coleta de informações do Facebook e do Instagram.

A Crimson Hexagon, cuja sede fica nos EUA, tem contratos com diversas grandes companhias de todo o mundo, como Samsung, Adidas, Twitter, InBev e Walmart, além de trabalhar com o governo dos EUA e com uma organização sem fins lucrativos ligada ao governo russo. Ela diz oferecer acesso instantâneo a mais de 1 trilhão de conversas de consumidores em redes sociais, fóruns e blogues.

Um celular.

Em seu site, a companhia diz utilizar inteligência artificial para oferecer os resultados esperados para os clientes, o que pode incluir uma análise da percepção das marcas entre o público, o posicionamento delas em relação às concorrentes, a possibilidade de identificar qual é a audiência mais interessante para o seu produto e o monitoramento de campanhas publicitárias na internet.

Em comunicado, o Facebook disse estar investigando possíveis violações cometidas pela Crimson Hexagon e que a companhia está cooperando durante o processo. “O Facebook tem a responsabilidade de ajudar a proteger as informações das pessoas, uma das razões que nos levou a ficarmos bem mais rigorosos com nossas APIs nos últimos anos”, disse um executivo do Facebook.

Cupons de desconto TecMundo: