Faz mais de 2 anos que o Instagram já não exibe mais posts em ordem cronológica, mas até hoje muita gente ainda se pergunta: afinal, quais são os critérios do algoritmo da rede na hora de montar o feed com as fotos das pessoas que seguimos? A resposta oficial veio na semana passada, em um evento organizado pelo próprio Instagram – e, por incrível que pareça, é bem simples.

De acordo com a empresa, são três os parâmetros mais importantes, hoje, na hora de definir o que vai aparecer no seu feed:

Seus interesses

Como praticamente qualquer aplicativo ou rede social, o Instagram está de olho em cada passo que você dá para saber como montar o seu feed. É por meio dos seus próprios interesses – ou seja, do seu histórico de curtidas, por exemplo – que a rede identifica o que pode chamar a sua atenção.

O “frescor” do post

Pode parecer que não, mas o critério cronológico ainda tem peso. Ninguém sabe ao certo o que seria considerado um post recente para a rede; porém, de acordo com o Instagram, a prioridade é exibir fotos que, além de chamarem a sua atenção, ainda tenham um quê de novidade.

O grau de proximidade

O Instagram sabe que você valoriza um feed formado por fotos de amigos. É por isso que, apesar de se beneficiar do fato de eventualmente apresentar posts de pessoas desconhecidas, a rede ainda prioriza a exibição daquelas com as quais você têm algum grau de proximidade.

Resumindo: quanto mais você curtir e comentar as fotos de um determinado usuário, mais o Instagram vai entender que é o conteúdo dele (e de gente parecida) que você gosta de ver – e é isso que ele vai mostrar. Mas não é só. Outros fatores do seu comportamento, como a frequência de uso do app e a quantidade de pessoas que você segue, também entram na conta do algoritmo – mas em menor grau.

E aí, convencido com a explicação oficial ou você ainda acha que existe algum truque que o Instagram nunca vai revelar?