O Facebook está prestes a entrar no ramo dos home speakers para concorrer, também nesse âmbito, com Google, Apple e Amazon. Contudo, apesar de os rumores iniciais apontarem para um anúncio do dispositivo em maio deste ano, o Bloomberg noticia que a empresa pode ter escolhido adiar a apresentação.

A grande razão para isso é uma espécie de areia movediça na qual o Facebook se atolou após as revelações do caso de coleta e utilização ilegal de dados de 50 milhões de usuários por parte da Cambridge Analytica. Em suma, a intenção seria não “manchar” o produto realizando o anúncio em meio ao escândalo.

Companhia realizou pesquisas com grupos focais e descobriu grande rejeição de parte do público por produtos com a marca Facebook

E tudo isso faz sentido, até porque o caso da Cambridge Analytica demonstra um certo relaxo do Facebook com os dados dos seus usuários, com o próprio Mark Zuckerberg classificando tudo como uma “grande quebra de confiança”. Nesse contexto, oferecer ao público um produto que coloca o Facebook ainda mais dentro da casa das pessoas, lidando com ainda mais dados pessoais e coisas do dia a dia, não parece exatamente uma boa ideia.

Ainda segundo o Bloomberg, a companhia realizou algumas pesquisas com grupos focais e descobriu grande rejeição de parte do público por produtos com a marca Facebook, o que reforçaria a suposta decisão de não apresentar a caixa de som inteligente na próxima edição do F8, que acontece em 1º e 2 maio.

Ao contrário disso, é bem provável que boa parte da conferência seja dominada justamente por novos pedidos de desculpas e compromissos para evitar que as situações que levaram ao escândalo sejam minimizadas.

Cupons de desconto TecMundo: