Para ter sucesso massivo com distribuição legal de canções em alguma grande plataforma é preciso, acima de tudo, ter o catálogo das três maiores companhias do ramo, a Universal, a Sony e a Warner. O Facebook já tinha seduzido as duas primeiras e só faltava a terceira para começar a pôr em prática um plano que envolve muito mais música na rede social. Eis que nesta sexta-feira (09) um vídeo confirmou a parceria e o início do desenvolvimento de novos produtos, que possam atravessar o ecossistema — incluindo o Facebook Messenger e o Instagram, com suporte do Oculus Rift.

Aliás, as palavras de Eric Mackay, vice-presidente de estratégias globais da Warner, indicam que podem vir por aí novas maneiras de associar as faixas de artistas globalmente conhecidos com o uso das redes sociais e das realidades virtual e aumentada.

“O Facebook está criando um produto verdadeiramente inovador e vem demonstrando compromisso com o crescimento da indústria musical. Demoramos até chegar ao melhor acordo possível, que reconhece o valor criado pela música nas redes sociais e ao mesmo tempo capacita compositores a alcançar o público em todo o mundo, de forma a despertar a criatividade e a conversa entre seus fãs. Nosso incrível catálogo será representado em todas as plataformas do Facebook e estamos ansiosos para trabalhar juntos para criar novas oportunidades.”

Vídeos de usuários com músicas de famosos

Já o discurso do chefe do escritório digital da Warner Group, Ole Obermann, dá dicas sobre uma possível concorrência com outros serviços de streaming, a exemplo do Spotify e do YouTube, amplamente compartilhados no Face. Ele até mesmo adianta a possibilidade dos usuários criarem seus próprios vídeos com hits de seus artistas prediletos — imagine um “Stories” com escolha nativa de faixas, por exemplo.

Executivo adianta que parceria poderá oferecer ao usuário a possibilidade de criar seu próprio vídeo com faixas de seus artistas prediletos

"Nossa parceria ajudará a expandir o universo da transmissão de música e criar receitas suplementares para os artistas. O vídeo criado por fãs é uma das formas mais pessoais, sociais e muitas vezes virais que uma música pode ser apreciada, mas seu potencial comercial é ainda inexplorado. Esaa parceria levará a novas possibilidades para nossos artistas, ao mesmo tempo que vai desenvolver a experiência do usuário no Facebook, Instagram e Oculus, e possibilitando que as pessoas se comuniquem e se expressem usando a música que amam.”

dua lipa warnerDua Lipa é uma das artistas celebradas atualmente e que está no catálogo da Warner Music

Não há mais detalhes de como esses contratos vão afetar as receitas dos músicas e nem quando eles efetivamente vão se concretizar em mais apps, serviços ou ferramentas. Porém, como o Facebook vem buscando ideias para revitalizar a plataforma, pode ser que essa seja uma boa frente para reconquistar seu público, incluindo os usuários mais jovens.

Cupons de desconto TecMundo: