Cada vez mais o Facebook está se tornando uma rede social apenas para os “mais velhos”. Se antes o serviço já vinha perdendo a preferência do público adolescente, um novo estudo feito pelo eMarketer indica que o uso mensal da rede de Zuckerberg por jovens entre 12 e 17 anos deve cair ainda mais rápido do que no ano passado nos EUA e no Reino Unido.

Em números, a quantidade de norte-americanos jovens “abandonando” o Facebook quase triplicou: se em 2016 o declínio foi de 1,2% dos adolescentes, 2017 deve ter uma perda de 3,4%, chegando a 14,5 milhões de pessoas. Já no Reino Unido, a previsão é de uma queda de 2,8% na base de usuários de 12 a 17 anos, bem como uma queda de 3,1% na faixa dos 18 a 24.

Sai o velho, entra o novo

O que está tomando a atenção deles, por sua vez? Outras redes sociais, é claro; mais especificamente, o Instagram e o Snapchat. A previsão para esse último é de um aumento de 25,8% na base de usuários dos EUA e de 20,2% no Reino Unido até o fim do ano. Já o Instagram promete crescer 23,8 e 34,8% nos EUA e Reino Unido, respectivamente.

De acordo com a pesquisa, o motivo para essa migração seria o fato de essas redes estarem mais alinhadas com a maneira de os jovens se comunicarem – com um foco muito maior na apresentação de conteúdo visual. Mesmo assim, o trono das redes sociais ainda fica para o Facebook, por enquanto, com seus 2 bilhões.

“O Facebook ainda é o grande vencedor na mídia social”, afirmou o analista sênior do eMarketer no Reino Unido Bill Fisher. “Mas ele vai estar levemente preocupado que as pessoas mais jovens no Reino Unido estão virando suas cabeças para o Snapchat”, continuou ele, embora também afirme que o fato de o Facebook ser dono do Instagram “amorteça o golpe” nessa disputa.

Cupons de desconto TecMundo: