É bastante comum ouvirmos histórias de dados pessoais sendo usados de maneira inapropriada por pessoas de má fé na rede. Perfis fakes se aproveitando de fotos e informações de outros são usados em mídias sociais, sites e até aplicativos de relacionamento. Por isso, é interessante que, de vez em quando, você faça uma verificação para ver se você não é a vítima da vez.          

Vamos ao passo a passo.

Buscando no Google

O próprio Google, maior ferramenta de buscas do mundo, permite que você pesquise por uma imagem específica. Por isso, escolha algumas fotos públicas como as mais usadas de perfil e curtidas em redes sociais e pesquise por cada uma delas. Para isso, vá até o Google Imagens ou clique aqui e selecione o ícone da câmera.

É possível pesquisar por URL de imagens e por upload direto do seu computador.

Nos nossos testes, o buscador não identificou URLs de fotos do Facebook como imagem e também não encontrou fotos enviadas (uploads) que foram postadas nas redes sociais. No entanto, funciona bem caso você tenha fotos em outras páginas, como blogs e sites, mesmo que você não saiba. A ferramenta ainda sugere fotos parecidas e uma descrição da imagem.

 

Outra dica é pesquisar por seu nome completo e por seu primeiro nome e sobrenome mais usado, tanto no Google quanto nas redes sociais. É possível que você encontre alguns homônimos, mas sempre confira fotos e descrições dessas pessoas. Uma delas pode estar utilizando suas informações.

Encontrando no Facebook

O Facebook permite que você receba notificações sempre que for marcado em uma foto. Isso pode evitar que estranhos te marquem sem que você saiba e pode revelar possíveis impostores. Para isso, edite suas configurações de notificações.

 

Clique então em “Notificações” e, depois, selecione “No Facebook”, conforme destacado na imagem abaixo.

Verifique a seleção relacionada a “Marcações” e configure para que você receba notificações sempre que alguém te marcar em imagens.

Alerta Vermelho!

O Google ainda fornece o Google Alertas, que permite a você receber avisos sempre que determinadas palavras forem publicadas em alguma página da web. Muito usado por empresas, você também pode configurá-lo para criar alertas caso seu nome seja divulgado. Também sugerimos a criação de variações de seu nome e sobrenomes. Se utilizar a expressão entre aspas, ele só procura as expressões naquela ordem e minimiza os “falsos positivos”.

Aqui também temos que lembrar que homônimos podem existir (pessoas com o mesmo nome que você), por isso verifique cada caso antes de denunciar. 

O Google Alertas permite que você escolha a frequência de checagem, as fontes (blogs, notícias, web, vídeos, entre outras), o idioma das fontes buscadas, a região/país e se todos os resultados serão alertados ou somente os melhores. Mas você pode simplesmente utilizar as configurações automáticas, sem preencher todos os campos sempre que criar um novo alerta.

 

Utilize essas dicas e se previna para não encontrar outros se passando por você na web. Repasse os dados com frequência para permanecer sendo único e suas fotos não serem utilizadas para outros fins que não foram determinados por você.

E aí, já teve dados divulgados contra a sua vontade? Já conhecia essas ferramentas de verificação?

Cupons de desconto TecMundo: