Não há dúvidas de que as redes sociais e os mensageiros chegaram para somar e ajudar, mas pelo visto os dirigentes e presidentes de alguns países não captaram muito bem essa ideia ou acabaram tomando a decisão extrema de bani-los da nação. A prova disso está em um relatório feito pela Freedom Chart, que você pode conferir mais abaixo.

Ao analisar o gráfico a seguir, podemos ver que o WhatsApp é o aplicativo mais banido ao liderar o ranking com 12 países nos quais o seu uso é proibido. Em segundo lugar, temos o Facebook com oito proibições e um empate entre Twitter, Skype e Instagram (com sete indicações cada).

Quando o assunto é países com pessoas que já foram presas, o Facebook surge como líder ao registrar casos em 27 países. Na sua cola aparecem o YouTube e o WhatsApp, respectivamente com 12 e 11 nações que já registraram problemas do gênero.

Gráfico com um número maior de redes sociais e mensageiros

E você, fazia ideia de que WhatsApp, Facebook, Twitter e até mesmo o YouTube tinham problemas em tantos lugares assim? Exponha a sua opinião para os demais leitores no espaço destinado aos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: