Virar um astro da bola e ter popularidade e dinheiro de atletas como Neymar ou Cristiano Ronaldo é o destino de uma minoria de jogadores de futebol: a realidade no Brasil e em outras partes do mundo é mais parecida com a de um funcionário comum, que trabalha duro para receber um salário não muito alto que dá para sustentar a família. Só que o sonho de muita gente continua — e agora existe até uma rede social que pode facilitar essa realização.

Trata-se do Fieldoo, uma espécie de "LinkedIn da bola". O site funciona na Europa e reúne atletas de várias idades e originários de todas as partes do mundo que estão desempregados ou jogam em uma equipe obscura, mas buscam uma vaga em um time melhor. Por enquanto, ele não opera com força no Brasil, mas está em português para atender ao mercado de aventureiros do futebol que atualmente jogam ou querem uma oportunidade em países como Chipre, Estônia ou Eslovênia. O sonho deles? Atuar nas principais ligas do esporte, claro.

São três grandes áreas no site. A primeira é o "mercadão" com os perfis dos jogadores que procuram uma oportunidade melhor. O perfil detalha a posição, detalhes físicos e até vídeos e fotos do atleta em ação. Na seção de agentes, é possível conhecer empresários, ver os atletas que ele gerencia e até se oferecer como possível cliente.

Em busca de um sonho

Por fim, uma área de mercado traz notícias sobre peneiras, oferecimento de atletas ou pedidos pontuais de contratação. Em uma publicação, por exemplo, um time da primeira divisão da Lituânia procura por um meia ofensivo para ganhar entre 25 e 50 mil euros anuais.

Criado na Eslovênia em 2011, o site já deu oportunidade para muita gente, trouxe glória para alguns usuários e também já foi o calvário de outros — casos de empresários falsos que prometem testes e só saem com o dinheiro dos futuros atletas não são raros nem mesmo em um ambiente profissional como o Fieldoo. De qualquer forma, já são mais de 200 mil membros no site e algumas histórias de sucesso: o meia bósnio Miralem Pjanic, atualmente um dos destaques da equipe italiana da Roma, encontrou um emprego em um time menor por lá no início da carreira.

Você já arrumou emprego por alguma rede social? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: