Muitos não sabem, mas os sites que encurtam links existiam bem antes de o Twitter surgir. Naquela época não havia razões suficientes para utilizá-los, a não ser para espalhar vírus pela rede. Porém, a limitação de caracteres imposta pelo Twitter fez com que tais serviços se tornassem o que são atualmente: indispensáveis.

O TinyURL foi um dos primeiros serviços a disponibilizar este tipo de serviço na web, mas só se tornou realmente útil com a popularização do Twitter. Atualmente, existem centenas de sites com o mesmo propósito e com diversos recursos adicionais. Veja abaixo uma seleção de sites com esse tipo de serviço e seus recursos.

Economize caracteres e muito mais

O encurtamento de caracteres de links é o recurso mais básico para qualquer site do gênero, mas com o passar do tempo, alguns se sobressaíram e lançaram novos recursos, como estatísticas de acesso, compartilhamento automático, favoritos dinâmicos, pré-visualizações, etc.

Um dos únicos sites em português.Migre.me é um site com diversos recursos. Ele permite enviar os links diretamente para o serviço de sua preferência, como o Twitter, possui um sistema de estatísticas para conferir quantas pessoas visitaram o link e o que elas estão falando sobre este endereço pelo Twitter. O diferencial do site é que ele está totalmente em português.

 

A união entre recursos melhores e links menores.Bit.ly também utiliza os mesmos recursos de compartilhamento automático e estatísticas que o Migre.me. Porém, no Bit.ly o usuário tem a opção de criar uma conta gratuita para guardar os links criados e acompanhar as estatísticas de cada um quando quiser, basta fazer o login. Além disso, é possível personalizar os códigos de links com as letras que quiser, como este: http://bit.ly/baixakijogos.

O serviço ainda oferece uma forma de pré-visualizar os links, para isso, basta adicionar o sinal de mais (+) no final de cada link. Além de mostrar a URL original, esse sistema apresenta estatísticas e mensagens de outros usuários no Twitter que enviaram o mesmo link. Recentemente, o site adquiriu o domínio J.mp, o qual diminui ainda mais o número de caracteres das URLs e possui os mesmo recursos que o Bit.ly.

 

Crie diversos links ao mesmo tempo.SnipURL também oferece os recursos de estatísticas e compartilhamento que os sites citados acima, porém, este possui um sistema que encurta diversas URLs de uma vez. Isso é bastante útil para enviar vários links em uma mensagem só.

 

Simples, mas muito eficaz.Is.gd é um serviço com poucos recursos e simples no visual. Ele não fornece estatísticas de acesso, mas possui um sistema de pré-visualização. Ao contrário do Bit.ly, insira o sinal de menos (-) no final de cada link para ver a URL original. Essa é uma ferramenta importantíssima para manter o navegador longe de links maliciosos.

 

Diminua links e  compartilhe imediatamente.Com uma interface bonita e agradável, Awe.sm é um serviço que vai direto ao ponto. O usuário precisa inserir a URL desejada e escolher para qual serviço ele quer enviá-la: Twitter, Facebook ou email. Sem escolher uma das opções, não tem como visualizar o link encurtado. Os recursos são limitados e os cadastros estão fechados apenas para beta testers.

Uma barra de ferramentas para gerenciar o link acessado.Ow.ly é um encurtador que trabalha um pouco diferente dos serviços anteriores. Ele possui uma barra na parte superior da página com algumas informações bastante interessantes sobre o link e as opções de compartilhamento.

Além disso, a barra apresenta uma forma de avaliar o link, como em um sistema de recomendação. A diferença dos outros serviços para esse tipo de encurtamento é que o endereço principal não aparece na barra de endereços do navegador. Confira um exemplo no link: http://ow.ly/1nzy1g.

Outros

Atualmente, existem mais de 100 serviços de encurtamento de URLs, cada um com um recurso e visual diferente, como o 3.ly, Imfy.us, Safe.mn, MyUrl, Tr.im, Virl, Foxy URL, entre outros.

Encurtamento pelos favoritos

Os sites sempre procuram inovar e deixar cada vez mais fácil o encurtamento de links. Alguns permitem que os usuários insiram um link em seus favoritos para que isso se torne automático. Ou seja, ao visitar um site qualquer, a pessoa só precisa clicar no favorito para que o endereço seja transformado automaticamente em um link encurtado. Isso economiza tempo e diminui o número de páginas abertas no navegador.

Grandes empresas, pequenos links

Alguns sites apenas surgiram para aproveitar a “onda”, outros, porém, foram obrigados a se adequar ao método de encurtamento de links do próprio site. Isso aconteceu com o Google (Goo.gl), o YouTube (Youtu.be) e o Bing (binged.it).

Por enquanto, o Bing utiliza os links “binged.it” apenas internamente. Enquanto isso, o Google preferiu limitar o serviço apenas para os usuários do navegador Chrome através de uma extensão. Para instalar a ferramenta, clique neste link.

As três grandes empresas da internet cederam aos links diminuídos.

O YouTube, por sua vez, já liberou o acesso para todo o público através de links com o início http://youtu.be/. Para utilizá-lo, copie os últimos códigos de um vídeo do YouTube e cole no final do endereço diminuído. Ou seja, um vídeo com o endereço http://www.youtube.com/watch?v=b6Akkmwz38M ficará assim: http://youtu.be/b6Akkmwz38M.

O J.mp é um dos que mais satisfazem as necessidades de quem sempre compartilha links pela internet, não só por causa do tamanho do endereço, mas pela quantidade de recursos que possui (iguais ao consagrado Bit.ly).

Se você utiliza ou utilizou o Twitter alguma vez para enviar um link, provavelmente já deve ter postado uma mensagem com algum desses serviços. Se você conhece outro serviço com este sistema nos avise. Por falar nisso, qual você mais utiliza e por quê?

Cupons de desconto TecMundo: