A polícia do sul do País de Gales, no Reino Unido, fez uma prisão histórica no final de maio deste ano. Um homem foi detido pela primeira vez na região graças a uma tecnologia de reconhecimento facial.

A detenção aconteceu graças a uma van da polícia que fica posicionada em pontos estratégicos do país. As imagens dos pedestres capturadas pela câmera são comparadas com rostos de um banco de dados e, caso haja semelhança, o sistema emite uma notificação.

A tecnologia de detecção de rostos é fabricada pela NEC e está em testes em várias regiões do Reino Unido.

Como o caso está em andamento, as autoridades não forneceram mais detalhes sobre a prisão em si. Segundo a polícia local, ele era um cidadão da região e não tinha qualquer conexão com a final da Liga dos Campeões, que aconteceria três dias depois na cidade galesa de Cardiff.

Vigilância do futuro

Os potenciais usos para essa tecnologia são enormes e podem até ajudar a encontrar foragidos de ataques terroristas, por exemplo. A comparação de rostos funciona com imagens de circuitos internos de câmeras ou imagens de televisão, e os sensores podem ser instalados em pontos turísticos ou locais de grandes eventos.

Segundo um investigador da Scotland Yard ouvido pelo jornal Telegraph, essa tecnologia poderia ter auxiliado as autoridades na identificação mais rápida do terceiro terrorista que cometeu um atentado em Londres na última semana, por exemplo. A previsão é de que levem alguns anos para que o esquema seja instalado em toda a região.

Cupons de desconto TecMundo: