A Baidu não oferece apenas softwares difíceis de desinstalar, ela também possui uma rede social que tem um propósito nobre: unir pais e filhos separados via tecnologia de reconhecimento facial. Chamada de Baobeihuijia (algo como "Filho, Volte para Casa"), a rede social teve sucesso ao unir um casal de pais com o filho, agora com 27 anos de idade, que havia sido sequestrado quando criança. 

70 mil crianças são sequestradas por ano na China

Disponível apenas na China, a Baobeihuijia utiliza a tecnologia de reconhecimento facial da Baidu. Segundo a empresa, ela tem uma precisão de 99,77% e pode analisar uma quantidade massiva de dados.

De acordo com especialistas, cerca de 70 mil crianças são sequestradas anualmente na China — isso acontece, porque há um mercado de prostituição e escravidão infantil. A Baidu busca combater exatamente essa questão ao unir pais e filhos que se perderam ao longo do tempo por causa desses crimes.

Fotos de Fu Ghi

Como aconteceu o encontro

Com 27 anos de idade, o chinês Fu Gui possuía lembranças vagas de sua infância. Então, ele acessou a Baobeihuijia e fez o upload de uma foto em que tinha apenas 10 anos. O interessante aconteceu algumas semanas depois, quando a família biológica de Fu Gui também postou algumas imagens dele quando criança. Dessa maneira, a tecnologia de reconhecimento facial juntou os pontos e encontrou a ligação nas imagens.

A AI da Baidu ainda está sendo testada

Além desse exemplo, a Baidu comentou que outros casos também tiveram sucesso, mas o número ainda não é alto — também porque a inteligência artificial utilizada está em fases de testes e funciona desde novembro de 2016.

Após se encontrarem, pais e Fu Ghi, foi realizado um teste de DNA para comprovar a ligação biológica. Os testes deram positivo.

Cupons de desconto TecMundo: