(Fonte da imagem: ThinkStock)

Normalmente, processos de violação de patentes ocorrem entre o autor de um registro e uma pessoa ou empresa que não respeitou os direitos autorais. Mas e se toda uma indústria fosse culpada em um desses casos? É o que pode acontecer com as fabricantes de smartphones, mais especificamente no caso de aparelhos com assistentes de voz.

A história relatada pelo PaidContent é a seguinte: o autor do processo é Jerry Potter, que em 1998 registrou uma patente relativa ao uso de comandos de voz para eletrônicos para sua companhia, a Potter Voice LLC. Anos depois, com o boom desses sistemas, ele resolveu processar todas as empresas que oferecem serviços similares, o que inclui aparelhos com Siri (Apple), Google Voice (Google), Voice Commands (RIM) ou Speech Commands (Microsoft).

Assim como grande parte dos textos de registro da época, a patente registrada por Potter não é muito específica: ela fala sobre técnicas orais que auxiliem na pesquisa e navegação em “computadores digitais” em união com dados e processos paralelos.

O processo foi arquivado nesta quinta-feira (26) pela corte de Colorado, nos Estados Unidos, mas ainda não há previsão de julgamento.

Fonte: PaidContent

Cupons de desconto TecMundo: