2016 deve ser um grande ano para os dispositivos de realidade virtual: nos próximos meses, devemos presenciar o lançamento oficial do Oculus Rift, do HTC Vive e do PlayStation VR. Apesar de esses aparelhos trabalharem com base em princípios semelhantes, a qualidade técnica oferecida por cada um deles deve variar, como bem provam as declarações que o vice-presidente da Sony Computer Entertainment, Masayasu Ito fez na última quarta-feira (9).

Segundo ele, o produto fabricado pela empresa não deve ser tão poderoso quanto o Oculus Rift, que conta com o apoio do Facebook. Ele justificou isso afirmando que o produto deve ser compatível com as 36 milhões de unidades do PlayStation 4 que já foram vendidas, o que significa que ele deve ter um preço capaz de atingir um mercado massivo.

“Se você só está falando de qualidade de alto nível, sim, eu admito que o Oculus pode ter uma melhor realidade virtual”, afirmou Ito ao site Polygon. “No entanto, ele exige um PC muito caro e rápido. A maior vantagem da Sony é que nosso headset funciona com o PS4. É mais algo para uso diário, então ele deve ser fácil de usar e acessível. Isso não é para quem tem um PC de alto desempenho. É para o mercado de massa”.

O PlayStation VR está programado para chegar às lojas na primeira metade do ano, embora um executivo da GameStop tenha afirmado recentemente que o produto pode sofrer atrasos. A Sony vai fazer uma conferência dedicada ao aparelho na próxima semana durante sua participação na Game Developers Conference, na qual devem ser reveladas a data de lançamento e o preço oficial do acessório.

O que você espera do PlayStation VR? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: