Por melhores que tenham sido as intenções do console Android, o fato é que o Ouya acabou se tornando um enorme fracasso. Com isso, sua companhia foi forçada a buscar, com urgência, outra empresa maior interessada em comprá-la – o que ela aparentemente encontrou há pouco mais de um mês, na Razer.

Se antes essa compra era praticamente certa, agora temos finalmente uma confirmação do fato, vindo através de uma declaração à imprensa pela Razer. Em seu anúncio oficial, a empresa disse que a aquisição inclui todo o catálogo de conteúdo e revendas online do Ouya; quanto aos funcionários da companhia, foi dito que o time técnico e o pessoal de relações de desenvolvedor vão se unir à equipe da Razer.

Do Ouya ao Forge

Agora, o que a Razer pretende para o futuro do Ouya? Não muito, curiosamente. Segundo a empresa, a ideia é abandonar o famoso console Android e torná-lo uma marca; um selo pelo qual a famosa companhia de acessórios vai lançar conteúdo e jogos de TV para Android. A loja do Ouya, vale notar, será relançada, como “Cortex para Android TV”.

Não pense que os donos do Ouya vão ficar simplesmente abandonados, no entanto. A ideia da Razer é lançar, em um futuro próximo, uma maneira para que os usuários do console possam migrar para o Razer Forge – um aparelho com a mesma proposta, mas bem mais poderoso –, mantendo seus jogos, controles e contas em sua plataforma Cortex.

Quem tiver um Ouya também vai sair ganhando um bocado se quiser produtos da Razer, já que a empresa planeja oferecer grandes descontos para os donos do console que comprarem seus produtos. Isso sem falar em brindes e promoções para quem passar para o Forge. Não parando por aí, a companhia pretende aumentar a quantidade de jogos na plataforma que ela comprou.

“A Razer tem uma visão de longo-termo para a Android TV e consoles baseados no Android para TV, como o Xiaomi Mi Box e a Alibaba Tmall Box, para os quais o Ouya já publica”, disse Min-Liang Tan, presidente da Razer. “O trabalho da Ouya com desenvolvedores de jogos, tanto Triple A como indies, chegou longe em trazer jogos Android para a sala de estar e a Razer planeja prosseguir esse trabalho. Esta aquisição é visada para trazer mais desenvolvedores e conteúdo para a plataforma Android TV”, continuou o co-fundador.

Muitos ficam, mas alguns partem

Como dito antes, boa parte do pessoal envolvido no Ouya será integrado à equipe Razer. Uma pessoa que não deve se juntar a eles, no entanto, é Julie Uhrman, ex-chefe da companhia, que confirmou sua saída da empresa. Em uma singela despedida à equipe, Julie mandou os dois tweets abaixo, afirmando estar ansiosa pelo futuro que a Razer reserva para seu time:

“@Razer Mal posso esperar para ver o que vocês farão. Cuidem bem de meu incrível time e comunidade... Eu sei que vocês vão.”

“OUYA foi uma experiência que só se tem uma vez na vida. Agora estou partindo para encontrar a próxima... fiquem ligados!”

No anúncio oficial da empresa, Julie mostrou novamente seu entusiasmo com a venda: “A Razer é a casa perfeita para o Ouya e o time que fez isso tudo acontecer. Eles podem levar a plataforma Ouya para novos lugares, inspirando desenvolvedores e abraçando gamers de todo o lugar”, disse ela.

O futuro do Ouya revelado em breve

Está feliz com a venda da Ouya? Ficou preocupado com as informações? Há algo mais que deseja saber do ocorrido? Saiba que você terá a chance de tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto muito em breve. Isso porque, pouco depois de confirmar a compra, a Razer enviou um tweet confirmando que fará um evento de perguntas e respostas online, justamente para tirar as dúvidas do público quanto à compra.

“Nosso CEO @minliangtan fará um AMA sobre os planos para o Forge TV e o Ouya às 8 da tarde PDT, em 30 de julho:”

O evento, como você pode ver, ocorrerá neste link, à meia-noite (horário de Brasília) do dia 30 de julho. Felizmente, parece que teremos que esperar pouco para saber mais sobre o que será dos projetos da Razer para nossa experiência Android na TV.

Cupons de desconto TecMundo: