De acordo com o site Recode, a Ouya, criadora do pequeno console Android de mesmo nome, já iniciou conversas com grandes companhias chinesas e norte-americanas. Ao que tudo indica, o retorno financeiro não estava satisfazendo e, por isso, uma das melhores opções é mesmo colocá-la à venda.

Apesar de nenhuma oferta oficial estar na mesa da Ouya, algumas gigantes, como Xiaomi, Tencent, Amazon e Google já demonstraram interesse em adquiri-la. De acordo com as fontes que liberaram a informação, a empresa interessa por conta de sua talentosa equipe, e não por seu console.

A plataforma de jogos lançada no ano passado trabalha apenas com distribuição digital e possui em seu catálogo apenas títulos de Android. Comercializado fora do país por US$ 99, o Ouya não conseguiu o seu "lugarzinho" ao lado dos recém-lançados consoles de mesa da Sony e Microsoft.

A companhia até tentou mudar o rumo de sua plataforma ao concretizar uma parceria com a Mad Catz, visando colocar a sua loja de aplicativos em outros dispositivos. Além disso, lançou um serviço de assinatura de jogos e deixou um pouco de lado o modelo “gratuito para testar”, adotado por praticamente todos os títulos de sua biblioteca.

Enquanto nada é confirmado, o que nos resta é aguardar o desfecho de uma possível negociação. Na sua opinião, a Ouya cairia bem nas mãos de qual empresa?

Cupons de desconto TecMundo: