O sucesso absoluto do game Pokémon GO chamou a atenção para as possibilidades que a realidade aumentada podem trazer para o nosso dia a dia. É bem verdade que o assunto não é uma novidade, mas essa é a primeira vez que um aplicativo do gênero conseguiu se integrar de maneira tão natural no cotidiano das pessoas.

Entretanto, a realidade aumentada disponível no presente ainda tem muito a evoluir. As aplicações futuras estão na pauta da indústria e, entre as companhias que se preocupam com o seu desenvolvimento estão a Google e a Qualcomm.

Representantes das duas empresas estiveram debatendo o assunto durante a SIGGRAPH 2016, uma das maiores feiras do setor gráfico. O evento foi realizado na cidade de Anaheim, nos Estados Unidos, e, a convite da Qualcomm, o TecMundo esteve lá para conferir as novidades.

Qualcomm e Google: à frente com o Project Tango

Em uma mesa-redonda realizada no Hotel Hyatt Regency, os executivos Johnny Lee, Technical Program Lead da Google, e Seshu Madhavapeddy, vice-presidente de Gestão de Produtos da Qualcomm, falaram sobre a parceria das empresas para o desenvolvimento do Project Tango.

O processador Snapdragon 652 é o primeiro a ser compatível com a tecnologia, que estará presente no smartphone Lenovo Phab 2 Pro, previsto para chegar às lojas internacionais em setembro deste ano. Além do 652, os processadores Snapdragon 820 e Snapdragon 821 serão compatíveis com o Project Tango, quando o aparelho em questão vier com os sensores embarcados.

Johnny Lee, Technical Program Lead, da Google

Mais realismo e menos consumo

Os resultados que acompanhamos hoje do Project Tango são frutos de pesquisas que tiveram início em 2013. Desde então, a equipe de programadores da Google conduziu dezenas de testes e aplicações para encontrar as melhores maneiras de mapear e mensurar os ambientes à nossa volta. Em 2015, durante a conferência Google I/O, realizada em São Francisco, nos Estados Unidos, tivemos a oportunidade de testar os primeiros protótipos.

“Imagine tornar o Pokémon GO ainda melhor utilizando os recursos disponibilizados pelo Project Tango”, destacou Lee. Segundo ele, o acréscimo de efeitos de física ao jogo poderia tornar a experiência ainda mais rica, pois o game ficaria mais realista. “Os controles de câmera podem ser adicionados a um aplicativo já existente em apenas 1 hora de programação”, completou.

Os controles de câmera podem ser adicionados a um aplicativo já existente em apenas 1 hora de programação

Do lado da Qualcomm, a preocupação não é apenas entregar um SoC compatível com a tecnologia, mas também garantir que o consumo de energia será satisfatório. “A Qualcomm ajudou a Google a levar o projeto para o próximo nível, tornando essas novas experiências possíveis e otimizando os algoritmos para que tudo funcione da melhor maneira”, acrescenta Madhavapeddy.

Próximos passos

A chegada do Lenovo Phab 2 Pro ao mercado deve servir também como uma oportunidade de demonstrar o valor de utilizar os elementos de navegação para construir serviços em torno dele. “Há muito espaço para crescimento. Usos na realidade virtual e na realidade aumentada podem ter um incremento significativo de qualidade. Em action cameras e até mesmo em robôs, há espaço para crescer e melhorar os resultados”, finalizou Lee.

 

O TecMundo viajou para a SIGGRAPG 2016 a convite da Qualcomm.

Cupons de desconto TecMundo: