iPhone SE: conheça os modelos da linha baratinha da Apple

3 min de leitura
Imagem de: iPhone SE: conheça os modelos da linha baratinha da Apple
Imagem: Notebook Check
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Em 2016 a Apple lançou a sua primeira versão do iPhone SE, com aparência do iPhone 5s, mas com a potência do 6s. A linha SE significa “Special Edition” e veio na época para substituir o modelo 5c — que visava o custo-benefício, mas não teve o retorno que a empresa esperava.

Segundo a Apple, a ideia de lançar um celular potente com tamanho reduzido foi uma demanda dos próprios usuários. Com o hardware atualizado, bateria decente e câmera equivalente ao modelo topo de linha da época, o primeiro iPhone SE foi um divisor de águas e, apesar das críticas, incentivou a empresa a lançar o segundo quatro anos depois.

O iPhone SE 2020 foi construído a partir do iPhone 8, com 4,7 polegadas de tela e hardware do iPhone 11. Para economizar no preço final, a Apple ressuscitou o design compacto com botão "Início" e molduras um pouco maiores nas partes superior e inferior da tela. Seu valor competitivo levou muitos usuários a experimentar um dispositivo iOS pela primeira vez.

Rumores apontam que o terceiro modelo chegará no primeiro semestre deste ano. Confira as informações de cada modelo e o que devemos esperar para o iPhone SE 2022, a seguir.

iPhone SE (2016)

(Fonte: Apple/Reprodução)(Fonte: Apple/Reprodução)Fonte:  Notebook Check 

Com tela LCD IPS de 4 polegadas, a primeira geração do iPhone SE não mudou (quase) nada em relação a construção do iPhone 5s. São as mesmas dimensões, peso, densidade de pixels da tela e câmera frontal — o que motivou críticas pela escolha “preguiçosa” da Apple ou por estarem reutilizando "sobras" do modelo.

No entanto, em termos operacionais, ele se destacou com uma bateria levemente superior a do 5s, com câmera frontal e hardware equivalentes ao modelo topo de linha da época, o iPhone 6s. Estreou no Brasil com duas opções de armazenamento, de 16 GB e 64 GB, e valores de R$ 2.699 e R$ 2.999, respectivamente.

iPhone SE (2020)

(Fonte: Apple/Reprodução)(Fonte: Apple/Reprodução)Fonte:  Apple 

A segunda geração do modelo de entrada utilizou o estilo de iPhone 8, lançado em 2017. Para alguns críticos o design ficou datado, além de alguns recursos terem sido deixados de lado como o 3D Touch — que captava a intensidade do toque na tela. O display, no entanto, foi elogiado por usar a mesma tecnologia LCD do iPhone 11 e do XR.

Outros aspectos do aparelho também foram bem recebidos devido ao baixo custo, como a câmera de 12 MP, o processador A13 Bionic e uma bateria decente. Considerado uma das melhores alternativas no mercado, o modelo chegou ao Brasil com valores a partir de R$ 3.999 na versão de 128 GB de memória.

iPhone SE (2022)

Render da suposta aparência no iPhone SE 3 (Fonte: @xleaks7/Reprodução)Render da suposta aparência no iPhone SE 3 (Fonte: @xleaks7/Reprodução)Fonte:  @xleaks7/Reprodução 

O terceiro dispositivo da linha SE promete ser um dos lançamentos mais aguardados do ano e vem gerando expectativas. Rumores apontam que o aparelho seria um modelo redesenhado do iPhone XR, mantendo as mesmas dimensões e sem o Touch ID. Ainda há dúvida se o processador utilizado será o A14 Bionic (iPhone 12) ou o A15 Bionic (iPhone 13).

Sobre as câmeras, existem ideias diferentes. Alguns renders apresentam a câmera frontal com um notch em formato retangular e pontas arrendondadas — similar a outros produtos lançados recentemente. Outro projeto, porém, indica a câmera em formato de "ponto" abrigada na tela, recurso previsto para o iPhone 14. Na parte traseira, já é de se esperar uma câmera com lente única.

A expectativa é que o modelo acompanhe a tecnologia 5G, possivelmente sendo o aparelho mais barato no mercado com a conexão da marca. Com valor previsto de US$ 399 no mercado internacional, cerca de R$ 2,2 mil na cotação atual, o preço seria altamente competitivo para um dispositivo da Apple.