Os rumores acerca de um iPhone com tela menor dominaram os noticiários e dividiram a opinião do público. Afinal, a tendência do mercado é lançar dispositivos com telas cada vez maiores, e a própria Apple estava seguindo esse caminho. Considerando os últimos lançamentos, o iPhone 6s manteve as 4,7 polegadas e o iPhone 6s Plus – uma tendência que começou com o iPhone 6 Plus – chegou com 5,5 polegadas.  

Quando a Apple anunciou oficialmente o iPhone SE – que também estava sendo chamado de iPhone 5 SE –, o susto foi maior ainda. O novo smartphone da empresa aproveitou o design de um aparelho antigo da empresa, o iPhone 5s, gerando uma grande enxurrada de críticas para a companhia. Porém, outro fator animou os fãs da marca: se por um lado o design foi herdado do antecessor, o hardware não foi. O iPhone SE seria tão potente quanto o iPhone 6s.

O TecMundo teve a oportunidade de testar esse novo smartphone da Apple e conferir quais são as novidades desse aparelho. Confira o que achamos do iPhone SE nesta nossa análise.

Um dos smartphones Apple iPhone SE foi gentilmente cedido pela Apple para a realização desta análise. O outro aparelho foi adquirido pelo apresentador Guilherme Jorge Galbes.

Especificações técnicas do Apple iPhone SE

Especificações técnicas

  • Sistema operacional: iOS 9.3.2
  • Tela: LCD IPS de 4 polegadas
  • Resolução de tela: 1136x640 pixels
  • Densidade de pixels: 326 ppi
  • Chipset: Apple A9
  • CPU: Dual-core de 1,84 GHz
  • GPU: PowerVR GT7600
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento interno: 16 GB ou 64 GB
  • Câmera traseira: 12 MP
  • Câmera frontal: 1,2 MP
  • Bateria: 1.642 mAh
  • Conectividade: Lightning, Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac com MIMO, dual-band, hotspot, Bluetooth 4.2 (A2DP, LE), GPS (A-GPS e GLONASS) e NFC (apenas para o Apple Pay)
  • Sensores: acelerômetro, barômetro, bússola, giroscópio, leitor de digitais e proximidade
  • Altura: 123,8 mm
  • Largura: 58,6 mm
  • Espessura: 7,6 mm
  • Cores: Cinza Espacial, Prata, Dourado e Ouro Rosa
  • Peso: 113 gramas
  • Preço de lançamento: 16 GB (R$ 2.699) e 64 GB (R$ 2.999)

Apple iPhone SE

Design

Para a infelicidade dos fãs que gostariam de defender a Apple, não há como negar: o iPhone SE é idêntico ao modelo lançado em 2013. Há apenas algumas diferenças quase insignificantes, como a mudança de nome na parte traseira – algo que obviamente iria mudar com a chegada do novo aparelho – e uma parte muito pequena das bordas que agora é fosca.

O iPhone SE é idêntico ao modelo lançado em 2013

Porém, um diferencial importante a ser destacado é que há uma nova opção de cor para o smartphone, a exemplo do que tem acontecido com os dispositivos mais recentes da Apple. Trata-se da cor Ouro Rosa, que se junta às alternativas Prata, Dourado e Cinza Espacial atualmente disponíveis no site oficial da companhia.

Com exceção disso, tudo ainda permanece o mesmo. Temos as mesmas bordas metálicas bem retas, um aspecto mais quadrado e uma espessura um pouco maior que a do iPhone 6s – 7,1 mm contra 7,6 mm. As outras medidas também são bem diferentes quando comparado ao irmão mais velho e seguem exatamente o mesmo padrão do modelo de 2013 – 123,8 mm de altura e 58,6 mm de largura.

iPhone 5s vs. iPhone SE

Portanto, não é exagero algum dizer que a Apple aproveitou completamente o design do iPhone 5s, o que rendeu várias críticas à empresa durante a época de anúncio do smartphone. Entretanto, vale ressaltar que muitos estão considerando o iPhone SE um verdadeiro divisor de águas, e isso não acontece por causa da manutenção do aparência.

Com esse lançamento, a Apple está revivendo o conceito de celular compacto e que pode ser utilizado com apenas uma mão, algo que foi se perdendo por conta de lançamentos de aparelhos cada vez maiores. A tendência, ao menos por enquanto, é que os modelos cheguem ao mercado com pelo menos 5 polegadas, situação que pode começar a mudar. Não será surpresa nenhuma se outras fabricantes entrarem nessa onda e também começarem a lançar smartphones com display de 4 polegadas.

Tela

Nesta etapa, também temos um repeteco do iPhone 5s, o que acaba munindo aqueles que querem criticar a Apple. A tela Retina de apenas 4 polegadas representa uma medida que foi sendo esquecida aos poucos nos últimos anos, mas retorna como um dos principais diferenciais do iPhone SE. Hoje, é normal encontramos vários aparelhos com displays de 4,7, 5 e até 5,5 polegadas.

Apple iPhone SE

A resolução também é a mesma – 1136x640 pixels –, o que resulta na mesma densidade de pixels – 326 ppi. Pode parecer bem pouco, mas trata-se de um número que se mostra suficiente em uma tela de apenas 4 polegadas. No geral, ficamos bastante satisfeitos com a experiência visual, mas sentimos falta de um pouco de inovação.

No geral, ficamos bastante satisfeitos com a experiência visual, mas sentimos falta de um pouco de inovação

A ausência da tecnologia 3D Touch – recurso capaz de reconhecer a intensidade do toque no display – é outro ponto que faz falta uma vez que está presente no iPhone 6s. Por causa disso, a impressão que se tem é que a Apple teve um pouco de "preguiça" na criação do iPhone SE ou quis cortar custos de qualquer jeito para o lançamento desse smartphone.

Interface

A presença da última versão do sistema operacional móvel da Apple – o iOS 9.3.2 – não é nenhuma surpresa, já que a empresa cuida muito bem de seus usuários quando o assunto é atualização de sistema. O SO do iPhone SE funciona muito bem, não apresentando engasgos ou lentidão em momento algum. Porém, tudo isso também só acontece por causa do hardware, que passou por um belo upgrade, como veremos a seguir.

O Touch ID, funcionalidade do iPhone para identificar impressões digitais, também funciona muito bem no novo smartphone da Apple. A autenticação acontece de forma praticamente instanânea e é um recurso praticamente indispensável para quem se acostuma com esse tipo de sistema de segurança. Se você nunca o utilizou, com certeza não terá problemas para se habituar com o uso no iPhone SE.

Apple iPhone SE

Desempenho

É neste ponto que o iPhone SE se diferencia de seu antecessor lançado em 2013. Equipado com o novo chipset Apple A9 – dual-core de 1,84 GHz –, o aparelho apresenta um desempenho de qualidade e digno de top de linha. Embora o visual tenha sido herdado do modelo mais antigo, o hardware é o mesmo do iPhone 6s, o atual smartphone top de linha da companhia.

O resultado disso é uma performance semelhante e às vezes até maior quando comparada à do iPhone 6s por conta da resolução mais baixa. A diferença é praticamente imperceptível para a maioria dos usuários, mas ela existe. Portanto, os argumentos dos que querem criticar terminam por aqui – ao menos por enquanto –, já que o iPhone SE realmente atende com sobra toda e qualquer atividade imposta durante o dia a dia.

O iPhone SE tem performance semelhante e às vezes até maior quando comparada à do iPhone 6s

A manutenção da quantidade de memória RAM também é um ponto positivo, pois se especula que a Apple iria reduzir os 2 GB para 1 GB. Por conta disso, o iPhone SE consegue lidar muito bem com aplicativos simultâneos e a troca de apps sem apresentar lentidão e retomando o aparelho com uma rapidez incrível. Não há do que reclamar do desempenho desse smartphone.

Porém, para esse modelo, a Apple optou por não oferecer uma variante com armazenamento interno de sobra. O iPhone SE está disponível apenas com 16 GB ou 64 GB, deixando a opção de 128 GB apenas para os outros aparelhos da marca. Vale ressaltar que não foi dessa vez que a empresa resolveu ceder para o uso do cartão micro SD.

Resultados de benchmark do iPhone SE

Resultados de benchmark do iPhone SE

Resultados de benchmark do iPhone SE

Resultados de benchmark do iPhone SE

Câmeras

A câmera principal do iPhone SE seguiu a onda do hardware e trouxe a mesma experiência do iPhone 6s. Isso significa que o aparelho tem o mesmo sensor iSight Camera de 12 megapixels, com uma abertura de f/2.2, sensor de 1/3", pixels de 1.22 1.22 µm, mas com uma resolução máxima de 4032x3024 pixels.

Assim, o resultado também é o mesmo: fotos de boa qualidade em condições favoráveis, destacando com nitidez, riqueza de detalhe e fidelidade de cores diversas imagens. O aparelho apenas vacila em algumas fotos noturnas ou tiradas em ambientes pouco iluminados, apresentando uma granulação excessiva nos pontos pretos.

Porém, vale ressaltar que o iPhone SE trouxe as mesmas melhorias de software do iPhone 6s, como as Live Photos e o flash frontal proporcionado pelo brilho da tela, e o aparelho é capaz de gravar vídeos em resolução 4K. Também contamos com recursos/funcionalidades tradicionais da linha de smartphones da Apple, como:

  • Mapeamento de tom local aprimorado;
  • Redução de ruído aprimorado;
  • Lente coberta com crista de safira;
  • Flash True Tone;
  • Sensor de iluminação traseira;
  • Lente de cinco elementos;
  • Filtro IV híbrido;
  • Foco automático com Focus Pixels;
  • Toque para ajustar o foco com Focus Pixels;
  • Controle de exposição;
  • HDR automático para fotos;
  • Detecção de rostos;
  • Panorama (até 63MP);
  • Estabilização automática de imagem;
  • Modo contínuo;
  • Modo timer;
  • Fotos com localização geográfica.

Apple iPhone SE

Porém, os elogios param por aí. Considerando a câmera frontal, que manteve a resolução de apenas 1,2 MP, encontramos o mesmo sensor que chegou em 2013, quando as selfies ainda não eram tão comuns. Hoje a história é outra, e em 2016 ter uma sensor para autorretratos de boa qualidade é praticamente essencial. Não é o que acontece com o iPhone SE, que produz fotos de baixa qualidade para os padrões atuais, exibindo granulação excessiva até mesmo para fotos sob boas condições de iluminação.

Bateria

A autonomia de bateria é um dos grandes destaques do iPhone SE, que teve seu valor apenas ajustado com relação ao modelo de 2013. A mudança foi de 1.560 mAh para 1.642 mAh, uma pequena adição que consegue fazer com que o aparelho tenha a capacidade de aguentar com tranquilidade um dia inteiro de uso moderado e chegar à noite com aproximadamente 30%/20%.

A autonomia de bateria é um dos grandes destaques do iPhone SE

É verdade que a Apple poderia ter entregado um aprimoramento melhor como fez com o hardware, trazendo uma bateria de maior capacidade, mas é bom não esperar isso da empresa. Daqui para frente, as mudanças só devem acontecer no software e no sistema operacional, e não na capacidade, o que também pode garantir benefícios para os usuários.

Áudio

A manutenção do design também significa que temos a mesma saída de som tímida que estava presente no iPhone 5s. Por causa disso, é muito fácil abafar o som ao usar o aparelho em modo paisagem, o que acontece com frequência ao pegarmos o iPhone SE para assistirmos a um vídeo.

Apple iPhone SE

O áudio não é de má qualidade, mas esse é outro ponto no qual a Apple poderia ter investido um pouco mais, da mesma forma que fez no tablet iPad Pro e seus quatro alto-falantes. Os fones de ouvido que acompanham o iPhone SE ainda continua sendo o EarPods, um acessório bonito e de boa qualidade.

Vale a pena?

Aqueles que não gostam muito da Apple e discordam totalmente das políticas adotadas pela empresa com certeza têm vários motivos para odiar o iPhone SE. Infelizmente não há como negar que esse smartphone passa a má impressão de ter sido "reciclado", aproveitando totalmente carcaças que haviam sobrado de modelos de iPhone 5s.

Contudo, um olhar mais atencioso comprova que houve melhorias significativas em relação ao iPhone 5s. Mesmo considerando a manutenção do design – e até o vacilo da câmera frontal –, o iPhone SE é um aparelho que se destaca por conta de seu desempenho capaz de superar até mesmo os atuais top de linha da Apple, como o iPhone 6s e o iPhone 6s Plus. Nos Estados Unidos, esse modelo representa uma ótima opção, já que pode ser adquirido por US$ 399 (16 GB) ou US$ 499 (64 GB).

O iPhone SE é o iPhone mais barato aqui no Brasil

Aqui no Brasil, o iPhone SE seguiu o "padrão" da Apple para o preço, mais ainda assim pode ser considerado o iPhone mais barato por aqui. Considerando o iPhone 6s de 16 GB, são mais de R$ 1 mil de diferença, algo que pode ser determinante para o consumidor que quer comprar o primeiro aparelho da marca. Esses são os preços do novo iPhone SE (há desconto para pagamento à vista):

  • 16 GB = R$ 2.699
  • 64 GB = R$ 2.999

Portanto, se você está pensando em adquirir um iPhone e não quer estourar o orçamento – o que é muito difícil considerando os preços praticados pela Apple –, vale a pena considerar o iPhone SE como uma opção. Pelo sacrifício da câmera frontal de baixa qualidade para os padrões atuais e a tela de tamanho reduzido – o que pode não ser considerado um problema para aqueles que querem um display menor –, é possível levar um smartphone da marca com um desempenho excelente e bateria competente.

Cupons de desconto TecMundo: