iPhone com entrada USB-C é leiloado por R$ 460 mil

1 min de leitura
Imagem de: iPhone com entrada USB-C é leiloado por R$ 460 mil
Imagem: eBay/Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

O primeiro iPhone com entrada USB-C do mundo tem um novo dono. À venda em um leilão no eBay desde o início de novembro, o inusitado celular foi arrematado na quinta-feira (11) por alguém que pagou US$ 86.001, o equivalente a cerca de R$ 469 mil pela cotação atual.

Modificado pelo estudante de robótica Ken Pillonel, o aparelho viralizou na internet em outubro, chamando a atenção por trazer uma entrada USB-C no lugar da conexão Lightning da Apple. Depois da fama, o suíço resolveu leiloá-lo.

Foram mais de 100 lances válidos pelo smartphone, começando com US$ 1.625. Pouco tempo depois, o valor foi a US$ 14 mil, passando para US$ 30 mil e se estabilizou em US$ 85 mil na reta final do leilão, até chegar aos US$ 86 mil.

O leilão do iPhone USB-C foi bastante disputado.O leilão do iPhone USB-C foi bastante disputado.Fonte:  eBay/Reprodução 

O estudante recebeu algumas ofertas maiores do que o lance vencedor, incluindo uma de US$ 99 mil (R$ 540 mil) e outra de US$ 1 milhão (R$ 5,4 milhões). Mas de acordo com o GSMArena, esses lances foram excluídos momentos após as postagens, perdendo a validade.

Faça você mesmo

Trocar o conector Lightning por USB-C é algo que a Apple resiste em fazer. Mesmo com a União Europeia tendo proposto um acordo às fabricantes recentemente, para que elas adotem o padrão em seus celulares, a Maçã ainda não se pronunciou sobre o tema.

Enquanto a gigante de Cupertino não se decide, quem tem conhecimento técnico pode seguir as dicas de Pillonel. O dono do iPhone com USB-C que acaba de ser leiloado divulgou um vídeo explicando como realizou o procedimento, deixando a conexão totalmente funcional para a transferência de dados e a recarga da bateria.

O modelo utilizado por ele é um iPhone X de 64 GB. Na descrição do anúncio, o estudante solicita ao arrematante que não faça nenhuma modificação no telefone, deixando-o como um item de colecionador.