Apple anuncia AirTags, seus rastreadores digitais

1 min de leitura
Imagem de: Apple anuncia AirTags, seus rastreadores digitais
Imagem: Apple/Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Apple anunciou nesta terça-feira (20), durante o evento Spring loaded, as AirTags, seus rastreadores digitais. A peça, que pode ser usada para localizar chaves, por exemplo, começa a ser vendida em 30 de abril e poderá ser personalizada, inclusive com emojis.

As AirTags serão equipadas com acelerômetro, suporte à Siri, mais de 1 ano de bateria e Bluetooth e serão resistentes a água e a poeira. O produto é a versão da Maçã para as Smart Tags, lançadas pela Samsung no início deste ano.

Esse tipo de dispositivo consegue deixar qualquer objeto rastreável. Ao colocar uma tag em uma mochila, por exemplo, ela pode ser rastreada em tempo real pelo smartphone. A AirTag funciona junto do sistema "Find My", aplicativo para mapear a localização de dispositivos da Apple, como iPhone.

Airtags

Os clientes poderão personalizar a AirTag com gravações que incluem textos e uma seleção especial de 31 emojis na loja da Apple. O produto é feito de aço inoxidável polido, tem um alto-falante embutido para reproduzir sons que auxiliem na busca do objeto perdido e uma tampa de fácil acesso para substituir a bateria.

AirTags

O aparelho será lançado nos Estados Unidos por US$ 29 (cerca de R$ 160 na conversão direta) na versão unitária. O pacote com 4 dispositivos será vendido por US$ 99 (cerca de R$ 546 na conversão direta).

Logo após o evento, a Apple disponibilizou os acessórios em seu site no Brasil. A AirTag unitária está sendo vendida por R$ 369, enquanto o pacote com 4 custa R$ 1.249.

Apple anuncia AirTags, seus rastreadores digitais