Drone voa 16 km em 25 minutos e quebra recorde de entrega de órgãos

1 min de leitura
Imagem de: Drone voa 16 km em 25 minutos e quebra recorde de entrega de órgãos
Imagem: Mission Go
Avatar do autor

A empresa norte-americana MissionGo, especializada em logística de transporte de última geração, anunciou a realização de dois voos autônomos históricos. Utilizando drones, foi feito o transporte de rins e córneas através do deserto de Nevada, no oeste dos Estados Unidos.

O primeiro voo percorreu cerca de 3 quilômetros, em um transporte de córneas para pesquisa, entre dois hospitais, em apenas 5 minutos. Mas foi o segundo, transportando rins, que foi considerado histórico por quebrar o recorde de voo de entrega de órgãos mais longo realizado por veículos aéreos não tripulados (VANTs).

Entregas de "baixo contato" utilizam equipes reduzidas (Fonte: MissionGo/Divulgação)Entregas de "baixo contato" utilizam equipes reduzidas (Fonte: MissionGo/Divulgação)Fonte:  MissionGo 

Esse segundo voo saiu de um aeroporto em Las Vegas em direção a uma pequena cidade no deserto, no dia 17 de setembro. Durando apenas 25 minutos, a missão percorreu aproximadamente 16 quilômetros até pousar com segurança em seu destino. O recorde anterior havia sido estabelecido em abril de 2019, quando um paciente recebeu, pela primeira vez na história, um rim transportado via drone.

Os dois voos ainda foram considerados testes, pois os órgãos não eram esperados por pacientes, mas sim por cientistas que fariam pesquisas. No entanto, os testes foram realizados para assegurar que a tecnologia, inicialmente desenvolvida para fins militares, possa também ser utilizada num futuro próximo para salvar vidas.

Além de garantir a rapidez e a segurança do voo, esses experimentos serviram para realização de entregas chamadas de “baixo contato”. Isso significa utilizar uma equipe reduzida para fazer o transporte, diminuindo com isso o número de pessoas a ter contato direto com os órgãos. O protocolo utilizado visa agilizar o processo, e torná-lo mais seguro, antes de um transplante real.

Drone voa 16 km em 25 minutos e quebra recorde de entrega de órgãos