Nerd: o que significa esse termo tão popular?

4 min de leitura
Imagem de: Nerd: o que significa esse termo tão popular?
Imagem: (Fonte: CBS/Reprodução)
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Às vezes, quando uma palavra nova começa a ser incorporada no vocabulário de um determinado idioma, ela demora um pouco para chegar oficialmente ao dicionário. Nesse meio tempo, pode ser que a origem exata do termo seja perdida ou se torne imprecisa. Essa é, em parte, a história da palavra “nerd”.

Dependendo da época e contexto, é possível entendê-la de diferentes formas. Para muitas pessoas a primeira coisa que vem à mente quando se fala em nerd é aquela imagem americana de um adolescente ou jovem universitário de camisa, gravata borboleta e óculos, com o cabelo levemente ensebado, extremamente concentrado em frente a um computador.

Um clássico estereótipo!Um clássico estereótipo!Fonte:  (Fonte: Giphy/Reprodução) 

Esse estereótipo tem muito a ver com uma das explicações possíveis para o nascimento do termo. Há quem acredite que a raiz da palavra seja, na verdade, uma sigla para Northern Electric Research and Development, como era chamado o Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da companhia de energia elétrica canadense Northern Electric.

A Nortel, como ficou mais tarde conhecida, possuía um laboratório de tecnologia onde trabalhavam vários pesquisadores, técnicos e especialistas dedicadíssimos, que costumavam virar a noite trabalhando em seus programas e fazendo análises de dados na empresa. Isso é muito coisa de nerd!

Nerd alert!Nerd alert!Fonte:  (Fonte: Giphy/Reprodução) 

Contudo, muitos linguistas não acreditam nisso, já que há registros anteriores da palavra. Segundo o dicionário Oxford, a primeira menção a ela foi em 1951, num artigo da revista Newsweek, por exemplo.

Um clichê pejorativo

Há pelo menos 60 anos na boca do povo, a ideia de “nerd” se popularizou mesmo nos anos 90, quando os computadores ganharam o mundo. E, com isso, vieram também os estereótipos.

No dicionário Cambridge, em inglês, uma das definições da palavra Nerd é a de "uma pessoa, especialmente um homem, que não é atraente e é estranho ou socialmente constrangedor". Ou seja, pessoas com uma certa dificuldade de se ajustar às normas da vida social, tímidas, cuja obsessão por um determinado assunto e inteligência avançada tornam difícil manter uma conversa corriqueira.

Veja bem...Veja bem...Fonte:  (Fonte: Giphy/Reprodução) 

Aqui no Brasil, antes do termo em inglês se popularizar, era mais comum se ouvir falar em CDF (iniciais de "Cabeça de Ferro").

Parece uma coisa de gente que tinha inveja do coleguinha colecionador de notas 10, não é? Tudo isso tornou a vida dos nerds muito difícil na infância e adolescência, já que se tornam a vítima perfeita dos valentões e bullies.

Quem não se lembra do pai de Marty McFly, em De Volta para o Futuro? Até mesmo Severo Snape, da saga Harry Potter, sofreu bullying por ser um nerd na infância — nem o mundo da magia escapa!

No fim das contas, Marty e Doc eram os verdadeiros nerds de De Volta para o FuturoNo fim das contas, Marty e Doc eram os verdadeiros nerds de De Volta para o FuturoFonte:  (Fonte: Universal Pictures/Reprodução) 

O próprio Dia do Orgulho Nerd está ligado à raiz estereotipada dos anos 60. O preconceito era tanto que foi preciso criar um dia para gritar que não havia vergonha em ser nerd.

Algumas séries de TV ajudaram a transformar um pouco essa imagem. The Big Bang Theory, por exemplo, deu um duro danado por várias temporadas para criar a maior simpatia pelos nerds de laboratório. Socialmente inadequados, talvez. Mas muito carismáticos, sem dúvida.

Personagens como Spencer Reid e Penelope Garcia, em Criminal Minds, a Rory, de Gilmore Girls, e a Hermione, da saga Harry Potter, também ajudaram a desconstruir um pouco a forma como os nerds são vistos e a reforçar que eles podem ser descolados!

Rory Gilmore poderia morar na bibliotecaRory Gilmore poderia morar na bibliotecaFonte:  (Fonte: Warner Bros Television/Reprodução) 

Mas então, todo mundo pode ser nerd?

Se ter um interesse específico é coisa de nerd, então isso significa que qualquer um que goste muito de um assunto é nerd? Não necessariamente. Um dos pontos que está no núcleo da ideia de “nerdice” é o aprofundamento.

Não basta só gostar de um tema, tem que ter disposição para ampliar seus conhecimentos sobre ele. Um nerd não tem medo de ler, estudar, pesquisar, analisar, se especializar, passar horas e horas absorvendo o máximo possível de conteúdo sobre aquilo. Não é só inteligência, mas também esforço e dedicação. Com isso, aproveite para ver edições especiais de livros e séries nerd.

Ross, de Friends, também era um nerd com interesses específicosRoss, de Friends, também era um nerd com interesses específicosFonte:  (Fonte: NBC/Reprodução) 

Graças a toda essa trajetória, a imagem de um nerd hoje se expandiu e também abarca pessoas com interesses em particular, como fãs das sagas Star WarsStar TrekO Senhor dos Anéis, entre outros, o que dialoga com outro rótulo bem comum hoje em dia - o de geek, aquele cara apaixonado ou entusiasta de quadrinhos, videogames, jogos de tabuleiro, cinema e assuntos do tipo.

Ciência, inovação, tecnologia, entretenimento, tudo isso pode estar no escopo de um nerd. Mas, é claro que você não precisa gostar de nada disso pra ser nerd. São só hábitos que, em geral, vem com o pacote. Especialmente no Dia do Orgulho Nerd, o legal é aproveitar a possibilidade de ser nerd cada um à sua maneira.

Você se considera nerd? Conta pra gente nos comentários quais suas principais “nerdices”!

Nerd: o que significa esse termo tão popular?