Google gasta muito para permanecer como busca padrão em outras plataformas

1 min de leitura
Imagem de: Google gasta muito para permanecer como busca padrão em outras plataformas
Avatar do autor

Quando a gente compra um smartphone novo, nem pensamos muito no provedor de busca padrão que vem instalado em nosso dispositivo. Queremos o Google e pronto. Parece óbvio imaginar que a Gigante das Buscas está presente em praticamente qualquer aparelho que faça pesquisas na internet, mas a empresa gasta uma boa grana para ostentar essa posição.

De acordo com uma matéria do site Bloomberg, a Alphabet (conglomerado do qual a Google faz parte) precisou desembolsar US$ 7,2 bilhões (o equivalente a R$ 22,8 bilhões) em 2016 para ter certeza de que o seu sistema de buscas estivesse presente nas principais plataformas do mercado. Isso inclui não somente aparelhos da Apple, Samsung, LG, mas o próprio Android, já que a concorrência é ferrenha no segmento de pesquisas na internet.

Os gastos crescentes nesse mercado preocupam os investidores. Esse montante é três vezes maior do que foi desembolsado em 2012 para o mesmo fim. De acordo com analistas, a maior fatia desse bolo com certeza vai para a Apple. Estima-se que entre US$ 3 bilhões e R$ 4 bilhões sejam pagos a Maçã para que você possa fazer pesquisas no seu iPhone pelo Google sem ter que instalar nada.

Embora o sistema operacional seja seu, a Google precisa pagar para estar presente no Android para que a concorrência não seja tão desleal. A empresa, inclusive, já enfrentou problemas por causa disso. Muitos concorrentes alegam que a empresa acaba favorecendo demais os seus próprios produtos, não dando espaço para que soluções alternativas possam surgir.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google gasta muito para permanecer como busca padrão em outras plataformas