O Touch ID foi lançado como um dos grandes destaques do iPhone 5s quando o aparelho foi lançado, lá em 2013. O sistema de identificação através da digital funciona com base em um sistema de segurança dentro do smartphone, chamada de “Secure Enclave”, que, sem surpresas, é um dos componentes mais seguros de toda a estrutura.

Um hacker, no entanto, conseguiu a chave completa para descriptografar do Secure Enclave do iPhone 5s, mas calma: não precisa entrar em pânico. Isso porque o componente, que fica dentro do processador A7, usa o seu próprio software, que não é atrelado ao sistema operacional do aparelho.

Ele processa a informação de identificação e produz um sinal correspondente e é por isso que é uma das partes mais protegidas por criptografia no iPhone. O Redmond Pie revelou um tweet do especialista em segurança @xerub, que confirmou que a criptografia foi quebrada.

Em resposta, Will Strafach, outro especialista, explicou que a Secure Enclave não foi hackeada no sentido convencional, no sentido de permitir acesso total, mas vai dar acesso ao firmware que a Apple desenvolveu para o componente e permitir que hackers e pesquisadores estudem melhor o sistema.

É aí que está o motivo para não ter preocupação, pelo menos agora. Isso porque, além de todo o processo se limitar ao iPhone 5s e o firmware não começou a ser propriamente explorado, é provável que qualquer alteração no software do Secure Enclave envolva acesso físico ao aparelho.

Cupons de desconto TecMundo: