Dado algum é enviado aos servidores da Apple. (Fonte da imagem: Reprodução/softwareindustryinsights)

O leitor de digitais do iPhone 5S precisa de um dedo vivo para funcionar. E a probabilidade de existência de uma digital semelhante à do dono do aparelho é de 1 em 50 mil – vale dizer que a chance de adivinhação de uma sequência numérica de quatro dígitos como senha é de 1 em 10 mil. Em suma, a Apple parece ter optado de fato por aprimorar os esquemas de segurança em um de seus mais encorpados smartphones (veja mais aqui).

Mas o que acontece com as imagens das impressões digitais depois de lidas? O sensor Touch ID do iPhone 5S possui definição de 500 ppi, o que permite a leitura de impressões digitais em 360º. E fique tranquilo: apesar de ser possível cadastrar mais de uma assinatura para o desbloqueio do aparelho, todos os dados biométricos ficam armazenados de forma criptografada em um determinado espaço de segurança do chip A7. De acordo com a Apple, nem mesmo o iCloud é capaz de acessar essas informações. Além disso, dado algum é enviado de forma remota a servidores.

Segurança

Existe ainda um tipo de sistema responsável por mediar a relação entre identificação biométrica e dado hospedado pela sessão de segurança do A7, conforme explica a própria criadora do aparelho. “Os dados de impressão digital são encriptografados e protegidos por uma chave disponível apenas ao Secure Enclave, que usa essas informações somente para verificar se sua digital corresponde à impressão cadastrada. O Secure Enclave é isolado do restante do A7 e de todo o resto do iOS. Além disso, sua impressão digital nunca é acessada por aplicativos ou pelo iOS”.

Chances de violação ao sistema são mínimas. (Fonte da imagem: Reprodução/TechnoBuffalo)

As chances de violação ao iPhone 5S por meio da inserção de impressão digital alheia é mínima, afirmam também especialistas em segurança ouvidos pela Apple. Travar o mobile em uma eventual situação de roubo, por exemplo, é outra das medidas de segurança desenvolvidas pela empresa.

“Se o seu iPhone for roubado, é possível desativar o uso do Touch ID para destravar o aparelho com o modo Los Mode de Find My Phone”, pode-se ler na página de suporte da Maçã. Informações detalhadas quanto à forma de funcionamento do leitor de digitais do iPhone 5S podem ser conferidas aqui (em um PDF atualizado, em inglês).

Cupons de desconto TecMundo: