A Xiaomi ultrapassou a Apple e a Fitbit e se tornou a maior vendedora de wearables do mundo. A fabricante chinesa, quinta maior fabricante de smartphones do planeta, conseguiu superar as rivais ao longo do último ano para assumir a ponta do ranking. A Fitibit, porém, teve uma queda vertiginosa no período e agora ocupa a segunda posição.

No segundo trimestre de 2017, a Xiaomi produziu 3,7 milhões de unidades vestíveis, 700 mil a mais do que no mesmo período do ano passado. Com isso, a companhia saltou de uma fatia de mercado de 15% no segundo trimestre de 2016 para 17,1% na avaliação mais recente da Strategy Analytics.

Xiaomi liderou o mercado de wearables no segundo trimestre de 2017, aponta a Strategy Analytics.

A Fitbit, que no mesmo período do ano passado vendeu 5,7 milhões de unidades, fabricou apenas 3,4 milhões no segundo quarto de 2017 e viu a sua fatia de mercado cair de 28,5% para 15,7% — uma redução de cerca de 40%. A Apple cresceu de 1,8 milhões para 2,8 milhões e ampliou a sua participação de 9% para 13%.

Todo o mercado produziu no segundo trimestre de 2017 21,6 milhões de unidades de wearables contra 20 milhões no mesmo período do último ano.

Cupons de desconto TecMundo: