Imagem de: Xiaomi ultrapassa Fitbit e lidera mercado de wearables no segundo trimestre

Xiaomi ultrapassa Fitbit e lidera mercado de wearables no segundo trimestre

1 min de leitura
Avatar do autor

A Xiaomi ultrapassou a Apple e a Fitbit e se tornou a maior vendedora de wearables do mundo. A fabricante chinesa, quinta maior fabricante de smartphones do planeta, conseguiu superar as rivais ao longo do último ano para assumir a ponta do ranking. A Fitibit, porém, teve uma queda vertiginosa no período e agora ocupa a segunda posição.

No segundo trimestre de 2017, a Xiaomi produziu 3,7 milhões de unidades vestíveis, 700 mil a mais do que no mesmo período do ano passado. Com isso, a companhia saltou de uma fatia de mercado de 15% no segundo trimestre de 2016 para 17,1% na avaliação mais recente da Strategy Analytics.

Xiaomi liderou o mercado de wearables no segundo trimestre de 2017, aponta a Strategy Analytics.

A Fitbit, que no mesmo período do ano passado vendeu 5,7 milhões de unidades, fabricou apenas 3,4 milhões no segundo quarto de 2017 e viu a sua fatia de mercado cair de 28,5% para 15,7% — uma redução de cerca de 40%. A Apple cresceu de 1,8 milhões para 2,8 milhões e ampliou a sua participação de 9% para 13%.

Todo o mercado produziu no segundo trimestre de 2017 21,6 milhões de unidades de wearables contra 20 milhões no mesmo período do último ano.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Xiaomi ultrapassa Fitbit e lidera mercado de wearables no segundo trimestre