O momento político da Rússia já é complicado, mas o país deu um jeito de tentar complicar ainda mais essa situação. A mais nova ação dos europeus foi solicitar o código-fonte da Apple e da SAP (que faz softwares empresariais de gerenciamento de negócios e relações com o consmidor) para ter certeza de que os produtos de ambas as companhias não são usados como ferramenta de espionagem de aparelhos estatais.

O pedido foi feito durante um encontro do ministro das Comunicações da Rússia com os gerentes regionais da Apple e da SAP. A preocupação é para "garantir o direito dos consumidores e dos usuários dessas corporações de terem privacidade em seus dados pessoais, assim como em interesses de segurança do Estado".

O ministro citou o caso dos vazamentos de Edward Snowden como exemplo negativo dessa falta de transparência, além da Microsoft, que compartilha os códigos do Windows há vários anos com o Atlas, um instituto de tecnologia ligado ao Ministério.

Vale lembrar que, atualmente, a Rússia está com a ficha suja no cenário mundial, especialmente por conta do envolvimento no desastre aéreo ocorrido recentemente na Ucrânia. Será que alguma dessas empresas vai aceitar a sugestão?

Cupons de desconto TecMundo: