Mais de 300 empresas norte americanas, incluindo gigantes da tecnologia, como Microsoft, Google, Apple, Facebook, Intel, Twitter e outras, confeccionaram e enviaram para o supremo tribunal dos EUA uma petição apoiando a aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o território do país. Atualmente, cada estado da federação tem permissão para decidir legalmente sobre isso.

Por conta dessa fragmentação, estima-se que 70% dos norte-americanos vivam em estados que permitem o casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas muitas regiões não reconhecem casamentos dessa natureza realizados em locais onde são permitidos.

Argumento econômico

A petição desse grupo de empresas enviada ao supremo tribunal americano argumenta que a situação é bastante inconveniente para os negócios, uma vez que, quando elas possuem sedes em territórios com leis divergentes quanto a esse caso, inúmeros problemas surgem nas relações das empresas com seus empregados.

Fora isso, companhias limitadas a uma região que não reconhece o casamento igualitário estariam em desvantagem, uma vez que muitos colaboradores acabam se mudando para estados que reconhecem o casamento gay. Isso, portanto, faz com que essas companhias percam talentos significativos por questões legais preconceituosas e discriminatórias, gerando problemas desnecessários.

Grande apoio

Ao todo, são 379 companhias participantes dessa mesma petição que pedem que o casamento igualitário seja reconhecido em todo o território dos EUA. Além das seis citadas anteriormente, estão presentes ainda: Amazon, Cisco, Dropbox, eBay, EA, HP, Oracle, Qualcomm, Symantec, Xerox e Zynga. Empresas como Coca-Cola, Pepsi, Walt Disney e outras também estão na petição.

Cupons de desconto TecMundo: