O presidente François Hollande dará a palavra final. (Fonte da imagem: Reprodução/Boursier)

O Brasil é um país campeão em criar impostos para empresas estrangeiras atuarem por aqui, mas a França está perto de ter uma nova taxa que deve afetar companhias como Apple, Google, Microsoft, Amazon e outras gigantes da tecnologia.

Trata-se de um imposto que tem como objetivo fazer com que essas empresas ajudem em projetos culturais na França – e o argumento é que as pessoas estão gastando muito com hardwares dessas companhias em vez de investir em conteúdo.

Taxas similares para promover cinema, teatro e arte em geral já são pagas por provedores de internet, estações de rádio e emissoras de TV que desejam trabalhar por lá. Mas a história pode não ser apenas essa: assim como outros países europeus, a França passa por um período de reestruturação econômica, e garantir verbas para a cultura poupa um pouco os cofres do governo. O presidente François Hollande deve definir a criação ou não do imposto em julho deste ano.

Cupons de desconto TecMundo: