(Fonte da imagem: Divulgação/Huawei)

No começo de outubro, uma notícia preocupou a indústria da tecnologia: as empresas ZTE e Huawei foram acusadas de estarem presentes no mercado norte-americano apenas para fazer espionagem para a China, país de origem das companhias.

Agora, um novo relatório da Casa Branca afirmou que não há motivos para preocupações, já que nenhuma prova foi encontrada ligando os produtos das empresas (sendo que a Huawei é a segunda maior fabricante de acessórios de rede do mundo) com roubos de dados.

As suspeitas eram de que a empresa criava brechas propositais em seus próprios aparelhos, facilitando o trabalho de espiões. Apesar do resultado do estudo e da negação da empresa, entretanto, o assunto deve demorar a ser esquecido.

A investigação, de conteúdo secreto, levou 18 meses para ser concluída e deve ser seguida pela criação de medidas preventivas que impeçam que essas ou outras companhias aliem-se a governos diversos para serviços de espionagem.

Fonte: Reuters

Cupons de desconto TecMundo: