Obama e GooPhone são as estrelas do mundo dos shanzhais na China. (Fonte da imagem: Reprodução/G1)

Não é de hoje que se sabe da fama da China em produzir cópias de produtos de marcas famosas do mundo todo. Contudo, de acordo com as informações apuradas pelo G1, a coisa é muito mais séria do que imaginávamos. O “bom humor” é tanto que até o presidente dos EUA virou garoto-propaganda e agora é utilizado para vender “BlockBerry’s”.

Segundo a reportagem do portal, a cultura shanzhai, como é conhecido tudo o que é pirata na China, é bem aceita pela população do país. Os compradores não parecem se importar em exibir seus shanzhais pela rua e admitem recorrer ao falsificado por conta do preço do original.

O termo shanzhai, segundo o G1, se refere a qualquer aldeia que estaria murada e fora do alcance oficial, normalmente relacionada a criminosos. Dessa forma, o termo se popularizou e agora é quase um movimento das classes mais baixas na China. Até programas de TV e outros produtos audiovisuais ganharam suas versões copiadas e divertem a população com o bom humor empregado.

Made in China

No mundo dos eletrônicos, você já deve conhecer algumas histórias da cultura shanzhai. A loja falsa da Apple no país que enganou muita gente foi notícia em todo o mundo, e o governo da China já puniu dois integrantes do Partido Comunista por tocarem fábricas de produtos piratas e vários outros.

Um dos exemplos que o site cita é a fabricante de celulares Tianyu, vulgarmente conhecida como a “rainha do shanzhai” por lá. Ela é a grande concorrente de empresas como a Nokia por fabricar smartphones com várias ferramentas por quase metade do preço que a finlandesa pratica na China.

Além disso, marcas como “NokIa” e “Samsing” são famosas no país asiático, e grandes personalidades mundiais aparecem em anúncios das empresas, como Obama e seu “BlockBerry”. Isso sem falar no famoso GooPhone, cópia do iPhone 5 que foi lançado antes que o produto original.

Nokia, Samsung e várias outras também ganharam versões "nacionais". (Fonte da imagem: Reprodução/TudoCelular)

Contudo, a cultura shanzhai parece não ser malvista pela maioria do público chinês. Mesmo o governo iniciando algumas empreitadas para acabar com o comércio ilegal no país, o “movimento” é encarado como sendo algo bom por lá. Só as empresas que defendem e criam patentes indiscriminadamente é que não se dão muito bem com a ideia.

Cupons de desconto TecMundo: